“Por um Fio”: Decisão final do TSE decide sobre cassação do mandato da deputada Cassia Muleta

Publicada em


Encontra-se concluso para decisão, no Tribunal Superior Eleitoral em Brasília, o processo 0601862-09.2018.6.22.0000 que trata do crime de Captação e Gasto Ilícito de Recursos Financeiros de Campanha Eleitoral da deputada estadual por Jaru, Cassia Muleta.

 

O futuro político da parlamentar depende desta última decisão, caso ela seja desfavorável, Cassia perderá seu cargo de deputada e ainda terá que cumprir quase uma década de inelegibilidade.

 

Cassia foi condenada pelo TRE/RO em 14 de abril de 2020, a perca de seu diploma de deputada e inelegibilidade pelo prazo de 8 anos, sob acusação de ter recebido no pleito de 2018 recursos financeiros de R$ 200 mil de fonte vedada, realizada pelo (PR), partido não coligado com o da deputada (PODEMOS).

 

A deputada recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral, e em 03 de maio deste ano, obteve em decisão monocrática do ministro Luís Felipe Salomão, acolhimento de seu recurso, se mantendo no cargo perante sua absolvição momentânea.

 

Já no dia 06 de maio, o suplente de Cassia, Edinaldo Gonçalves Cardoso, protocolou agravo regimental contra a decisão monocrática e aguarda a decisão do pleno.

 

O processo encontra-se concluso para decisão dos ministros do TSE desde o dia 14 de maio, e nesta terça-feira (08), os autos foram remetidos para assessoria de plenário do TSE.