Ex-marido de Levânia é o principal suspeito de seu assassinato

Publicada em


Nas últimas horas, os policiais civis Neto e Adeildo, em uma frente de investigação promovida pelo Delegado DR. Salomão, levantaram muitas informações sobre o assassinato de Levânia, encontrada sem vida em local ermo no Residencial Savana Park, no município de Jaru/RO, na manhã de 10/04/2013.

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Ariquemes com vistas a ser identificada a causa da morte, muito embora apresentasse várias lesões do tórax. Alguns dos objetivos é saber se a vítima manteve relações sexuais, momentos antes do crime, bem como se travou luta corporal com o infrator e se restaram resquícios de pele e pelos sob as unhas para futura comparação de DNA, além de claro, comprovar o homicídio.
O homicídio é investigado em Inquérito Policial que se encontra em estágio avançado, tendo as informações angariadas aos autos sendo bastante contundentes, inclusive com testemunhos de que, a vítima separara recentemente de seu companheiro Marcelo Marques, tendo este ido morar com um irmão, todavia procurou a vítima, algumas vezes, para reatar o relacionamento com quem tinha três filhos.
Diante das recusas da vítima que insistia na separação e partilha dos bens da família, na tarde de 09/04/2013, Marcelo manteve contato com Levânia e marcou encontro com esta, tendo ido, no início da noite até a casa de uma amiga da vítima, onde esta se encontrava, com a finalidade de irem fazer compras no supermercado, desde então, esta foi a última vez que Levânia fora vista com vida.
Apurou-se que Marcelo, em um veículo FIAT, cor prata, de placa HMJ 7884 Jaru/RO, saiu com a vítima, para fazer compras, todavia esta não voltou para casa, porém teria conseguido utilizar o aparelho celular para mandar uma mensagem, na qual disse estar em companhia de Marcelo, indo para o Residencial Savana Park, conversar com este e, caso ela desse um “toque” pelo celular, era para a amiga acionar a Polícia. Por enquanto a Polícia não forneceu o nome desta pessoa para quem Levânia enviou a mensagem, tratando a investigação com um sigilo para melhor apurar os fatos.
Por tudo investigado, tem-se a informação que Marcelo não voltou para dormir em casa, em 09/04/2013 e até o presente momento, apesar das intensas buscas que policiais fizeram ao mesmo, não foi localizado para ser interrogado, já sendo o principal suspeito do crime, considerado inclusive como foragido.
Segundo o Delegado Salomão, existem algumas medidas investigativas em curso, sendo, neste momento, essencial a localização de Marcelo para melhores esclarecimentos sobre os fatos, bem como para aprofundamento dos trabalhos da Polícia Judiciária.