Deputados ameaçam retirar isenção dos laticínios Italac e Tradição em represália ao preço pago pelo leite aos produtores

Deputados ameaçam retirar isenção dos laticínios Italac e Tradição em represália ao preço pago pelo leite aos produtores

O assunto recorrente nos últimos dias, o baixo preço do litro de leite pago pelos laticínios de Rondônia, também foi pauta de debates em sessão da Assembleia Legislativa de Rondônia nesta terça feira (23).

O assunto abordado pelo vice-presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa,  Lazinho da Fetagro, logo ganhou apoio dos demais pares da casa, o deputado Adelino Folador foi mais além, “sofremos um monopólio de dois laticínios no estado que ditam as regras aqui, Italac e Tradição, já que eles desvalorizam nossos produtores não temos razões para manter isenções a eles”, disse o deputado que declarou que este assunto terá que ser bem discutido neste sentido.

O parlamentar fez um comparativo, afirmando que o litro do leite em outros estados é pago entorno de R$ 1,50 e em Rondônia menos de R$ 1,00.

Lazinho disse que a situação tem que ser enfrentada e arrumada uma solução, destacando que está marcando a realização de Audiência Pública para o dia 16 de maio, com a presença de produtores, representantes de laticínios e Governo do Estado.

Produtores de leite de todas as regiões do Estado relatam a desvalorização do preço, registrando oscilação de baixas com pagamento realizado de até R$ 0,80 pelo litro, condição que está causando inviabilidade da atividade leiteira. O movimento criado SOS LEITE – Balde Cheio, Bolso Vazio tem buscado diálogo e união dos setores para que o preço praticado traga viabilidade e sustentabilidade aos produtores.

Comentários