Jaru Online
Jaru, 23 de julho de 2024

VÍDEO: câmera flagra espécie de cachorro ameaçada de extinção em Parque Estadual de Rondônia

Uma família da espécie “cachorro-vinagre” foi flagrada por armadilhas fotográficas dentro da Reserva Extrativista Estadual do Rio Pacaás, em Rondônia (assista acima).

🎥 🐾 Essa é a primeira vez que os animais, considerados como “vulnerável de extinção“, são vistos em matilha na região, segundo a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

O registro foi feito em maio, mas as imagens só foram divulgadas em junho. No vídeo, é possível ver a família de cachorro-vinagre, inclusive filhotes, andando pela reserva.

A biodiversidade da reserva é monitorada por armadilhas fotográficas, conhecidas como ‘câmeras traps‘ instaladas pelos técnicos da Coordenadoria de Unidades de Conservação (CUC). Ana Beatriz, bióloga da Sedam, explica o monitoramento.

“Já sabíamos que essa espécie vive na unidade, porém não tínhamos ainda um registro de uma família. Foram flagrados: cinco filhotes, um macho e uma fêmea alfa. Isso mostra a hierarquia social entre eles”, conta.

 

Família de espécie de cachorro ameaçado de extinção flagrados em Parque Estadual de RO — Foto: Sedam/Reprodução

Família de espécie de cachorro ameaçado de extinção flagrados em Parque Estadual de RO — Foto: Sedam/Reprodução

Conforme o Sistema de Avaliação do Risco de Extinção da Biodiversidade (SALVE), desenvolvida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio), a espécie é considerada como “vulnerável de extinção”.

➡️ Criticamente Ameaçado, Em perigo ou Vulnerável: pode-se dizer que a espécie está ameaçada de extinção, conforme a plataforma do Icmbio.

Cachorro-vinagre 👃

 

Segundo a bióloga da Sedam, a espécie speothos venaticus, é conhecida como “cachorro-vinagre”, pelo forte odor de vinagre que sua urina possui.

O animal têm o corpo comprido, orelhas arredondadas e pernas curtas, com membranas interdigitais entre seus dedos, facilitando a locomoção na água. Possuem uma coloração castanho-avermelhada, e os filhotes nascem acinzentados.

Speothos venaticus é conhecido como “cachorro-vinagre”, pelo forte odor de vinagre que sua urina possui — Foto: Paula Damasceno/Zoológico de Brasília

Speothos venaticus é conhecido como “cachorro-vinagre”, pelo forte odor de vinagre que sua urina possui — Foto: Paula Damasceno/Zoológico de Brasília

A espécie é o menor entre os canídeos brasileiros: tem cerca de 20 cm de altura e pesa em média entre 5 e 8 quilos.

Ele vive predominantemente em áreas florestais, não é muito tolerante a ambientes perturbados, e está distribuído na Amazônia, no Cerrado, no Pantanal e na Mata Atlântica.

O “cachorro-vinagre” é o único cão selvagem do país considerado como “social”, onde os grupos caçam cooperativamente, vivem em tocas próprias ou de outros animais, e em ocos de árvores. Possuem um repertório vocal amplo, utilizado na comunicação entre os membros do grupo.

G1


COMPARTILHAR