Tiroteio em conveniência deixa PM baleado e falso policial civil ferido

Tiroteio em conveniência deixa PM baleado e falso policial civil ferido
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

O policial militar Herberte Mota de Castro, 29 anos, sofreu uma tentativa de homicídio na madrugada desta segunda-feira (11), após ser baleado por um homem identificado Teilor Henrique Rodrigues Malagueta, 28 anos, que estava com camisa da Polícia Civil e uma pistola em um bar localizado no cruzamento das avenidas Algodoeiro e Campos Sales, Bairro Conceição, Zona Sul de Porto Velho.

De acordo com informações de testemunhas, a vítima chegou ao local com a esposa e amigos e percebeu o suspeito trajando uma camisa da Polícia Civil e com uma pistola nas mãos apontando para algumas pessoas. Ao pedir para que o homem parasse com aquela atitude, em vista de que não era seria a conduta de um policial civil, o agressor começou a atirar contra a vítima, que revidou e atingiu Teilor no joelho. A vítima ficou ferida no braço, no tórax e na perna.

O agressor correu e a Polícia Militar foi acionada. Rapidamente várias guarnições chegaram ao local e foram informados que o suspeito havia corrido para Rua Angico, local onde acabou sendo abordado e preso. Ele estava com a pistola nas mãos e também estava baleado com tiro na perna do lado esquerdo e ainda se identificou como policial civil. Vítima e agressor foram socorridos para o Pronto-Socorro e Hospital João Paulo II.

Durante pesquisa, foi constatado que Teilor não é policial civil e que a arma usada pertence ao tio dele, agente penitenciário, que compareceu até a Central de Flagrantes e disse que o sobrinho pegou a arma escondido.

O policial militar Heberte foi levado para o centro cirúrgico e o suspeito também recebeu os cuidados devidos e o caso foi registrado na Central de Polícia como tentativa de homicídio. A arma do policial militar desapareceu ainda no local do crime.

Comentários