TCU investiga empresas de Rondônia por possível fraude de contratos para obras de asfalto

TCU investiga empresas de Rondônia por possível fraude de contratos para obras de asfalto

O tribunal de Contas da União (TCU) determinou provisoriamente que o Governo de Rondônia suspendesse, após identificação de possíveis irregularidades, contratos com duas empresas responsáveis por obras de asfalto em Rolim de Moura (RO), município a pouco mais de 480 quilômetros de Porto Velho. O pedido foi expedido na última quarta-feira (8). Uma das empresas têm sede na capital.

Conforme a ministra relatora do processo, Ana Arraes, todos os contratos do Programa Calha Norte, firmados entre o Ministério da Defesa e Rondônia, foram analisados durante as primeiras investigações.

Após a análise, notou-se que sete convênios firmados tinham o mesmo objetivo: pavimentação asfáltica de Rolim de Moura. Outro fator que chamou a atenção da justiça é a data de assinatura de todos os documentos, dia 29 de dezembro de 2016.

O TCU informou que as empresas são de pequeno e o endereço, com sedes em Nova Brasilândia e em Porto Velho, são os mesmos das residências dos sócios.

Para apurar os fatos, o tribunal convocou os responsáveis pelas empresas e representantes de Rondônia para prestar esclarecimentos em até 15 dias, a contar com a data da notificação. Enquanto isso, a justiça determinou que o estado mantenha os contratos suspensos.

Consultada, a assessoria do governo de Rondônia disse que ainda não foi informada sobre a decisão.

Fonte: G1

Comentários