Jaru Online
Jaru, 29 de maio de 2024

Quem é a mulher que mandou pistoleiro matar ex-marido para não dividir a guarda do filho

Saimon Souza dos Santos, de 23 anos, foi morto após ordem da ex-esposa em Porto Velho.

A Polícia Civil desvendou um crime que chocou a cidade de Porto Velho no mês de julho, quando um jovem de 23 anos, pai de família, foi assassinado com sete tiros no bairro Rio Madeira.

Após coletar dezenas de depoimentos e juntar provas materiais, os agentes descobriram que a disputa pela guarda de uma criança foi a motivação do homicídio. O caso foi revelado nesta quinta-feira (21) pela Delegacia de Homicídios.

Eslaíne França Soares é a mulher que planejou e ordenou matar o ex-marido, Saimon Souza dos Santos, 23, para não dividir a guarda da criança.

A suspeita, segundo investigação, contratou o pistoleiro Wesley Patrick de Cristo Domingues para colocar o crime em prática.

Na noite do dia 21 de julho, Wesley seguiu Saimon por uma rua e o abordou no bairro Rio Madeira. Inicialmente o suspeito puxou assunto com a vítima perguntando sobre o endereço de um residencial que ficava na região do Rio Madeira.

Após Saimon responder e indicar o sentido do condomínio, o suspeito atirou várias vezes e sete disparos acertaram a vítima. Segundo a polícia, Saimon foi morto na frente da atual esposa.

Saimon tinha um filho com Eslaine e, de acordo com a Delegacia de Homicídios, a criança estaria sendo ‘disputada’.

Após a investigação revelar que a mulher estava por trás do assassinato do ex-companheiro, foi pedido na Justiça um mandado de prisão preventiva contra Eslaine e também contra Wesley, o executor.

Os agentes tentaram prender os dois suspeitos nesta quinta-feira, mas ambos não foram localizados e com isso, passaram a ser considerados foragidos da Justiça.

Denúncias sobre o paradeiro de Eslaine e Wesley podem ser feitas à Polícia Civil pelo número 197, WhatsApp (69) 98439-0102 ou ainda numa Delegacia próxima.

Fonte: G1 Rondônia


COMPARTILHAR