Por que jovens usam drogas e quais são os riscos?

Publicada em


A acessibilidade das drogas faz com que muitos jovens e adultos tenham contato com as mesmas muito facilmente, mas principalmente entre os jovens nas festas entre colegas, para se destacarem ou se sentirem “descolados”, muitos desses jovens experimentam drogas como se não fosse nada demais, e infelizmente, sofrem a consequência da dependência química.

E, o primeiro contato com as drogas de quem é dependente e precisa fazer tratamentos em clínicas de reabilitação, geralmente é na juventude, por ter toda aquela curiosidade e querer ser popular. Saberemos mais sobre os riscos do consumo de drogas entre os jovens a seguir.

Uso de drogas na adolescência

Geralmente, o primeiro contato com drogas acontece na juventude, em festas com amigos e novos lugares que despertam a curiosidade de conhecer. Isso acontece, pois nessa fase está ocorrendo a mudança de comportamento e encontro de personalidade de um jovem, tornando-o mais vulnerável em relação às novidades que podem surgir ao longo dessa fase.

Nessa fase, há muito consumo de drogas lícitas e ilícitas, portanto, é importante que desde sempre a família desse jovem fique atento quanto ao seu comportamento e lugares que frequenta, para se necessário, procurar um bom tratamento de drogas o quanto antes em uma clínica de reabilitação em Goiás.

Ação das drogas nos jovens

A maioria das drogas que fazem mais sucesso entre os jovens, são as chamadas psicoativas, que causam alucinações e efeitos de anestesia e prazer por um determinado tempo, e são esses fatores que, com o tempo, causam a dependência química.

E, uma coisa que muitas pessoas não sabem, é que o cérebro humano só está completamente formado, geralmente, aos 24 anos de idade, portanto, quando os jovens entram no mundo das drogas, corre-se o risco do desenvolvimento de transtornos mentais como déficit de atenção, ansiedade e até mesmo a depressão.

Buscar ajuda

Com o início do consumo de drogas na adolescência, os familiares e amigos da vítima desse uso precisam se atentar quanto à busca de ajuda. Acaba sendo mais fácil pais e familiares mais próximos do jovem convencê-lo de que é necessário fazer um tratamento de drogas em uma clínica de recuperação, tomando os devidos cuidados, para que a dependência química vá embora da vida do adolescente.

O tratamento deve ser levado a sério, fazer exercícios e consultas solicitadas de forma correta, para com o tempo, o jovem estar totalmente livre dessa dependência, e viver uma vida normal e saudável, sem correr o risco de agravar sua saúde por conta de entorpecentes.