Jaru Online
Jaru, 23 de julho de 2024

Oficina evidencia ações do governo de RO na prevenção à monilíase, na Rondônia Rural Show

A oficina, com o tema “Monilíase, proteja as lavouras de cacau e de cupuaçu de Rondônia”, foi realizada no auditório do Pavilhão da Agricultura, nesta quinta-feira (23), durante a 11ª Rondônia Rural Show Internacional. A iniciativa tem como objetivo reforçar as ações de governo voltadas à prevenção de doenças do cacau e do cupuaçu, com atividades educativas, visando a manutenção da condição de área livre da monilíase, praga que afeta ambas as culturas. A atividade contou com a contribuição da técnica agropecuária Eliana Partelli, do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf).

AÇÕES PREVENTIVAS

Palestrando para estudantes e produtores, o agrônomo Luiz Emílio Vicentini, da unidade da Idaron de Ouro Preto do Oeste destacou as ações da Agência Idaron, que foram ampliadas com ações de fiscalização e educação sanitária, por meio da Caravana da Monilíase. “Indispensável para a produção do chocolate, um dos produtos mais consumidos no mundo, o cacau é uma fruta de alto valor comercial e vasto potencial de beneficiamento. Em Rondônia, a produção do fruto vem sendo incentivada de forma sustentável pelo governo do estado, com a produção de mudas clonais e incrementos nos programas de incentivo ao produtor. Não podemos permitir que uma doença que pode ser prevenida ponha em risco as lavouras. O pó branco em frutos de cacau ou de cupuaçu pode ser monilíase. Se perceber esse sintoma na lavoura, mesmo que seja em um único fruto, o caso deve ser comunicado urgentemente à Idaron”, alertou.

QUALIDADE E IDENTIDADE

Rondônia é livre da doença, o que torna a região um dos maiores polos produtores de amêndoas de cacau da Região Norte, com reconhecimento nacional, sendo premiado pela qualidade do produto e com Identificação Geográfica. Para garantir que as plantações mantenham-se sadias, livres da monilíase, a Idaron tem mantido vigilância constante, tanto nas áreas de produção quanto nas divisas do estado, fazendo trabalho de inspeção e orientação; promovendo visitas aos agricultores na zona rural e em residências urbanas, e ao longo das rodovias.

Além do trabalho de fronteira, as ações de vigilância, mantidas pelo governo estadual, incluem o cadastramento e a inspeção de propriedades rurais e pontos de riscos localizados nas áreas urbanas dos municípios do estado. “A Agência Idaron realiza esse trabalho há mais de 10 anos e, no ano de 2021, foram 1.148 propriedades inspecionadas. É o estado com maior número de atividades desenvolvidas.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, além do incentivo mediante programas que fomentam a cultura do cacau, o governo de Rondônia tem investido em ações educativas e de fiscalização, por meio da Idaron, para atender às exigências necessárias à confirmação de não ocorrência da praga, a fim de possibilitar o comércio das amêndoas, frutos e mudas, sem restrições.

CONFIRA A GALERIA DE IMAGENS DA RONDÔNIA RURAL SHOW INTERNACIONAL 2024

1º Dia do evento

2º Dia do evento – Parte II – Parte III

3º Dia do evento


COMPARTILHAR