Motociclista tem garganta perfurada por pássaro e percorre 9 km com animal no pescoço até conseguir socorro em MT

Publicada em


Indígena dirigiu ferido até conseguir chegar à sua aldeia, onde foi atendido em unidade básica de saúde antes de ser levado para UPA. Ave só foi retirada durante socorro, e jovem chegou a desmaiar.

Um jovem indígena da etnia Umutina teve a garganta perfurada por um pássaro do tipo ariramba-preta, parecida com o beija-flor, quando andava de motocicleta em uma estrada vicinal na região da aldeia Águas Correntes, em Barra do Bugres (MT), município a cerca de 150 quilômetros de Cuiabá.

Eik Júnior Monzilar Parikokoriu, de 23 anos, estava pescando antes do momento do ataque e precisou percorrer 9 quilômetros com o pássaro preso ao seu corpo até chegar, ferido, à sua aldeia. Ele recebeu atendimento médico e já passa bem.

“Deu tempo de eu chegar na minha casa. Saiu muito sangue do meu nariz, do local [pescoço]. E eu cheguei em casa desmaiado. Eu senti que meu coração estava parando de bater. Eu senti a mão quente da mãe, chorando desesperada”, contou.

O incidente ocorreu no último sábado (24). O pássaro (leia mais sobre a ariramba-preta ao final da reportagem), morreu. A ave tem bico comprido e plumagens brilhantes como o beija-flor.

Foto mostra pássaro que atingiu motociclista — Foto: Arquivo pessoal

Foto mostra pássaro que atingiu motociclista — Foto: Arquivo pessoal