Mais de 16 mil mesários devem trabalhar nas eleições em Rondônia

Mais de 16 mil mesários devem trabalhar nas eleições em Rondônia

No próximo dia 7 de outubro, 16.712 rondonienses estarão a disposição da Justiça Eleitoral para trabalhares mesários nas eleições em todo o estado. Somente em Porto Velho, o maior colégio eleitoral, serão 416. Do total de convocados, 640 são voluntários e se inscreveram para trabalhar em apoio logístico ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO). Todos eles estão recebendo treinamento para seguir as regras das eleições 2018. Em todo o país, pelo menos 1,9 milhão de mesários devem trabalhar durante o 1º turno das eleições deste ano.

De acordo com o TRE, o treinamento de mesários compreende as principais diretrizes que, “embora já estejam consolidadas como prática ordinária da Justiça Eleitoral, são revisadas a cada ano eleitoral para incorporar as variáveis impostas por novos procedimentos, a exemplo do cadastramento biométrico, inclusão de noções de acessibilidade”.

Conforme o órgão, o treinamento é importante para evitar problemas no dia do pleito, como eleitor entrar na cabine de votação utilizando celular ou fazer propaganda para determinados candidatos dentro das zonas eleitorais.

O voluntário da Justiça Eleitoral ainda acompanha atividades como vistoria e preparação das urnas, montagem das seções eleitorais, verificação dos dados das urnas, suporte às seções eleitorais no dia da votação e transmissão eletrônica dos resultados do pleito.

Benefícios 
Conforme o TRE, os mesário poderão ter à direito a dois dias de folga para cada dia trabalhado como mesário; dois dias de folga para cada dia de treinamento oferecido pela Justiça Eleitoral; certificado dos serviços prestados à Justiça Eleitoral; auxílio-alimentação de até R$ 35; preferência no desempate em concursos públicos (desde que previsto em edital); utilização das horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar em algumas universidades. Em Rondônia, há isenção da inscrição em concursos públicos do Poder Público e do Estado e, para os universitários, certidão de horas de atividades complementares.

Comentários