Jaru: Usuários da via e internautas cobram redutor de velocidade para evitar novas tragédias no Trevo da Cooaja

Publicada em


Nesta quinta-feira (12), completa cinco dias do mais recente acidente que resultou em uma vítima fatal no trevo da BR 364 (Cooaja) que dá acesso as rodovias 464 e 463.

 

O senhor Carlos Emiliano Pedra, 68 anos, perdeu sua vida no último domingo (08), ao tentar cruzar a BR 364 com seu Fiat Uno, ele não percebeu a rápida aproximação de uma caminhonete SW4 que seguia na preferencial pela rodovia federal, sendo violentamente atingido.

 

O forte impacto destruiu a lateral do veículo da vítima causando seu óbito no local, a caminhonete envolvida sofreu avarias frontais mantendo a integridade física de todos ocupantes da mesma, uma família de conhecidos empresários de Jaru, que seguiam para sua fazenda.

 

Carro seguia pela BR-364, quando colidiu contra o uno em Jaru (RO) — Foto: Reprodução

Carro seguia pela BR-364, quando colidiu contra o uno em Jaru (RO) — Foto: Reprodução

 

No local já foram registrados pela Policia Rodoviária Federal, dezenas de acidentes geralmente com a mesma dinâmica, sendo muitos deles fatais.

 

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes DNIT, implantou recentemente radares delimitando velocidade em pontos da rodovia que ficam próximos ao trevo, porem descartou a possibilidade da implantação naquele local que é de grande incidência de acidentes fatais.

 

O acidente do último domingo, despertou a atenção das pessoas que passaram a cobrar providencias dos órgãos responsáveis para evitar novas tragédias. Internautas prestaram solidariedades a vítima nas redes sociais deste portal, lembrando que seu Carlos, havia vencido um câncer recentemente. Na oportunidade fizeram inúmeras manifestações cobrando implantação de lombadas na via, ou qualquer meio que venha a reduzir a velocidade dos veículos que transitam na BR 364, no referido trecho.