Jaru: PMs abatem a tiros dois cachorros que fugiram de residência no setor 02 e atacaram gato

Publicada em


Duas cadelas da raça Pitbull foram abatidas a tiros por Policiais Militares na manhã deste domingo (15), na rua Rio de Janeiro, setor 02. Os animais fugiram de uma residência, atacaram e mataram um gato na Rua Mato Grosso.

 

Os militares foram acionados por uma vizinha que teve seu felino morto, chegando ao local foi constatado que as cadelas haviam fugido por uma abertura no portão da residência, a qual seus proprietários estavam ausentes, os PMs tentaram tocar os animais para que retornassem a residência, porém sem êxito, em dado momento os cachorros adentraram ao quintal de outro imóvel de propriedade de um casal de idosos que espantaram os mesmos com uma vassoura, de volta para rua.

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado e se viu impossibilitado de realizar a captura por falta de equipamentos adequados.

 

Diante da situação de um possível risco a moradores, os militares decidiram abater os dois cachorros, uma foi atingida mortalmente e ficou caída na via, já a outra correu ferida para dentro da residência de sua dona, vindo a óbito após deixar um rasto de sangue.

 

As duas cadelas foram recolhidas pelos militares e levadas para o lixão da cidade, na linha 607.

 

Os PMs relataram que já havia outra ocorrência denunciando a fuga destes animais e que avaliaram o risco a integridade das pessoas antes de sacrificar os cachorros.

 

 

Tutora/proprietária das cachorras faz desabafo nas redes sociais

 

Dona dos cachorros desabafa nas redes sociais, “eles eram mansos e nunca atacou seres humanos”, postou Sabrina de Souza, que também relatou que uma das cachorras chamada de “Sofia” foi um presente de aniversário de seus pais e dormia em sua cama, a outra havia sido resgata da rua recentemente.

 

Sabrina, disse que está doente e realiza tratamento fora de sua residência, e um irmão estava incumbido de cuidar dos cachorros, e neste domingo ele se ausentou da residência para visitá-la, e os animais escaparam.

 

Ela divulgou vídeo de um dos animais em vida, o rastro de sangue e o cartucho deflagrado dentro de sua residência (veja aqui).