JARU: Homem é preso por tráfico de drogas e objetos de procedência duvidosa são apreendidos

JARU: Homem é preso por tráfico de drogas e objetos de procedência duvidosa são apreendidos
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

Na tarde desta quinta feira(03), a Polícia Militar realizava patrulhamento de rotina quando abordou um usuário de drogas, ao ser indagado sobre onde teria comprado o entorpecente, o homem disse que adquiriu com Valdinei Rodrigues, popular Doceiro, velho conhecido da polícia por ocorrências de envolvimento com tráfico.

A Polícia também já tinha informações de que Doceiro, estava vendendo drogas para outros usuários.

Ao chegar na casa, a PM conversou com uma mulher que afirmou que o suspeito estava mantendo o comércio ilegal, já o acusado negou e até liberou a entrada dos policiais para que pudessem realizar buscas.

Ainda afirmou que nada seria encontrado, porém durante as buscas realizadas, logo na entrada foi localizado um caderno com anotações, há suspeitas que essas anotações sejam a contabilidade do tráfico, o acusado não conseguiu explicar sobre o caderno.

Já em cima do guarda-roupa estavam guardadas quatro porções de crack, que Valdinei negou ser dele, mas que também não conseguiu explicar de quem seria.

A polícia também apreendeu alguns objetos de procedência duvidosa.

A mulher que foi ouvida como testemunha, disse que sempre vai a casa do acusado, e que Valdinei estava sim comercializando entorpecentes, falou também que dessa vez ele pegou em pouca quantidade e que quando a polícia chegou a droga já estava acabando e ainda que o celular que Doceiro, diz ser dele é na verdade de um usuário que trocou por pedra e a caixa de som ele pegou emprestada.

Já no seu depoimento Doceiro continuou negando o envolvimento com o tráfico, falou que o celular havia ganhado de um sobrinho que não lembra o nome e a caixinha havia pegado emprestado de uma mulher.

Doceiro acabou preso e após ser submetido ao exame de corpo de delito foi encaminhado para a Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), e deve responder por tráfico de entorpecentes.

Comentários