Jaru: Explosões em pedreira seguem provocando danos em residências no setor 07

Publicada em


Moradores da parte leste do setor 07, continuam acarretando prejuízos em suas residências com efeitos de explosões de uma pedreira particular que opera a cerca de mil metros do perímetro urbano da cidade de Jaru.

Rachaduras nas paredes das casas, tremores e objetos atirados ao chão, são os efeitos mais persistentes e queixados por moradores da localidade.

Júlio Vicente Neves, denuncia que sua residência está repleta de rachaduras, problema este também recorrente em outras residências nas proximidades do final da Rua Florianópolis com a Ruth Cardoso.

Segundo o morador as explosões tem sido cada vez maior, bem como seus danos, ressaltou também que os moradores já denunciaram o caso ao Ministério Público e aguardam solução.

Questionados o que os moradores esperam como solução, alguns disseram que tem esperança que o britador busque outro local mais distante para explorar suas atividades.

O problema é antigo, no final de 2017 uma explosão de proporção mais elevada, balançou literalmente a cidade, o estrondo acompanhado por tremor, foi sentido em diversos setores do município.

A princípio o tremor chegou a ser confundido com um terremoto dado a sua intensidade, no entanto logo foi atribuído as explosões ocorridas no britador da empresa Areal do Bira.

O resultado da explosão chegou a derrubar produtos da prateleira de uma Farmácia localizada já próximo à divisa com o setor 03, o proprietário da farmácia disse que saiu para rua imaginando que um caminhão havia colidido.

Veja o vídeo dos moradores denunciando prejuízos com as explosões: