Estados Unidos liberam vacinação da Pfizer em crianças a partir de 5 anos

Publicada em


Agência reguladora norte-americana disse que nenhuma das 3.100 crianças que receberam a vacina Pfizer tiveram efeito colateral grave. Foto: Agência Brasília (via Wikimedia Commons).

O CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doenças) liberou o uso da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech por crianças de 5 a 11 anos nos Estados Unidos. A decisão foi tomada nesta 3ª feira (2.nov.2021) depois da aprovação da diretora do órgão, Rochelle Walensky.

A aplicação nas crianças norte-americanas deve começar ainda nesta 4ª feira (3.nov). Mas só deve atingir sua plena operacionalização na próxima semana. Cerca de 28 milhões de pessoas nesta faixa etária poderão receber o imunizante.

No Brasil, a Pfizer afirmou que deve pedir neste mês a autorização de uso do imunizante em crianças. O pedido será feito à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A agência aprovou em junho o uso do imunizante em maiores de 12 anos.

“Vacinar crianças vai ajudar a protegê-los contra a covid, bem como reduzir as interrupções no aprendizado e nas atividades pessoais, ajudando a conter a transmissão na comunidade”, afirmou o CDC.

O Comitê Consultivo sobre Práticas de Imunização do CDC havia recomendado o uso em crianças mais cedo nesta 3ª feira. A aprovação de Walensky era a última etapa para a aprovação.

“Como mãe, incentivo os pais com dúvidas a falar com seus pediatras, enfermeiras da escola ou farmacêuticos locais para aprender mais sobre a vacina e a importância de vacinar seus filhos”, disse a diretora do centro.

A FDA (Food and Drug Administration, agência regulatória dos EUA) autorizou na última 6ª feira (29.out.2021) o uso da vacina por crianças.

A agência afirma que o estudo na faixa etária mostrou uma eficácia de 90,7% da vacina, com resposta imunológica comparável com pessoas de 16 a 25 anos. Também disse que nenhuma das 3.100 crianças que receberam a vacina tiveram efeito colateral grave.

“Com base na totalidade das evidências científicas disponíveis, os benefícios conhecidos e potenciais da vacina Pfizer/BioNTech covid-19 em indivíduos acima de 5 anos de idade superam os riscos conhecidos e potenciais”, diz a nota do órgão.

A vacina Pfizer/BioNTech para crianças de 5 a 11 anos será administrada em duas aplicações, com 3 semanas de intervalo. A dose é menor (10 microgramas) do que a usada para pessoas maiores de 12 anos (30 microgramas).

Segundo a FDA, os casos de covid em crianças de 5 a 11 anos de idade representam 39% dos casos em indivíduos menores de 18 anos. “De acordo com o CDC, aproximadamente 8.300 casos de covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade resultaram em hospitalização. Em 17 de outubro, 691 mortes por covid-19 foram relatadas nos EUA em indivíduos com menos de 18 anos de idade, com 146 mortes no grupo de 5 a 11 anos”.

Fonte:Poder360