Equipes do INSS de RO não comparecem em vistoria que liberaria retomada de perícia médica

Publicada em


Quatro unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Porto Velho e do interior de Rondônia que fazem perícia médica agendaram para a manhã desta quinta-feira (24) uma vistoria nas salas dos médicos. O objetivo era conferir as mudanças para que os peritos voltem ao trabalho. Porém, eles não apareceram.

A unidade em Porto Velho, por exemplo, já conta com equipamentos de proteção individual estão sobre cada mesa. Há álcool em gel em uma parede de acrílico entre paciente e médico. Também tem uma pia com sabonete líquido e mais álcool em gel em cada uma das salas.

Além disso, o pessoal da limpeza está devidamente paramentado e com produtos para para higienizar a sala antes e depois que cada segurado entrar.

As medidas foram tomadas para que os peritos possam voltar a trabalhar nas agências. Apenas na capital do estado, são cinco salas prontas para receber os médicos. A vistoria na unidade estava programada para as 9h, mas pouco antes do horário, foi avisado que não iria mais.

A atitude causou estranheza ao gerente executivo do INSS em Rondônia. Outras três agências no interior, que também foram adaptadas e passaram por vistoria em Cacoal, Ouro Preto e Rolim de Moura não foi diferente.

“Vamos aguardar o contato oficial com relação à movimentação deles. Nós fizemos, estamos aqui na data agendada para as inspeções. A informação que nós temos é que eles não se deslocaram no interior”, informou Saulo Sampaio Macedo.

O gerente e a presidente da Comissão Especial de Direito Previdenciário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), convidada a participar, fizeram a inspeção em todos os espaços. Lélia Neta também se surpreendeu com a ausência do perito. “Foi uma surpresa desagradável. E a partir da finalização da vistoria, nós vamos providenciar as medidas cabíveis”, disse.

Atendimento retomado

Seis das 19 agências do INSS em Rondônia começaram a atender fisicamente os segurados dia 14 de setembro com alguns serviços. A perícia médica, o mais procurado, segue sem data para iniciar.

Os serviços que são atendidos pelo INSS são:

Cumprimento de exigência (quem está devendo algum tipo de documento);

  • Serviço social;
  • Reabilitação profissional;
  • Justificação administrativa; e
  • Justificação judicial.

O instituto optou por reabrir as maiores agências, que respondem por cerca de 70% da demanda. Antes da decisão judicial em São Paulo, a estimativa era de que mais de 600 das 1,5 mil agências do país estariam funcionando nesta segunda.