Jaru Online
Jaru, 17 de julho de 2024

Conheça o aplicativo de namoro que se popularizou entre os cristãos: ‘conheci o amor’

Aplicativos de relacionamento já receberam diversas versões, como indicação de pessoas pela distância ou até mesmo para encontrar um parceiro milionário. Agora, a nova versão é um aplicativo de relacionamento cristão que já tem mais de 22 mil usuários.

Ricardo e Eliana Sá são de São Paulo e há 40 anos viajam pelo Brasil realizando palestras e consultorias amorosas. O casal é criador do Caná, o aplicativo de relacionamento católico, e conversou com o g1 depois de uma estadia em Rondônia, onde realizaram mentorias para casais.

O criador do aplicativo, Ricardo Sá, conta que a ideia surgiu depois que um jovem pediu ajuda para encontrar uma namorada. Ele explica que encontrar alguém com os mesmos interesses religiosos pode ser uma tarefa difícil e que o aplicativo pode facilitar os encontros.

“É muito simples. Ele [o aplicativo] te dá um perfil e lá você recebe perfis de pessoas que deram ‘match’ com você. Vai direto para um chat de bate-papo”, diz o especialista.

A utilização do aplicativo é intuitiva e o único requisito é estar buscando um relacionamento cristão. Como Ester e Diogo Barros, que se conheceram no aplicativo, estão casados e à espera do primeiro filho.

Diogo Barros e Ester Barros — Foto: Reprodução/Ester Barros

Diogo Barros e Ester Barros — Foto: Reprodução/Ester Barros

Ester conta que ambos baixaram o aplicativo por indicação de amigos. Ela estava em São Paulo e Diogo morava em Recife. Nem a distância impediu o relacionamento, que surgiu em 2020, durante a pandemia.

“Conversamos por três dias pelo aplicativo, depois trocamos o número de celular e tudo foi bem rápido e intenso. Começamos a nos falar no dia 9 de junho e uma semana depois ele já falava em vir me ver”, diz Ester.

Na época, o aplicativo se chamava ‘Namoro em Cristo’, e Diogo achou que a plataforma seria uma forma de agilizar o processo de encontrar uma namorada. O principal objetivo de Diogo era encontrar uma pessoa que compartilhasse os mesmos valores, mas ele confessa que a expectativa estava baixa.

“Minha expectativa era mínima, ainda mais depois que entrei e vi que havia poucas pessoas. Dois dias depois, abri e vi a foto da Ester. Só tinha uma foto e uma capa que achei interessante”, conta Diogo.

Diogo Barros e Ester Barros — Foto: Reprodução/Ester Barros

Diogo Barros e Ester Barros — Foto: Reprodução/Ester Barros

O casal diz que durante a pandemia não tinham nada para fazer em casa e que, por isso, acabavam conversando o dia inteiro. O namoro durou 7 meses à distância e, em fevereiro de 2021, Diogo se mudou para São Paulo.

“Somos católicos praticantes, e o aplicativo conseguiu alinhar nossa vida com a religião. Conheci o amor da minha vida ali [no aplicativo]”, diz Ester.

Agora, o casal vai passar por uma jornada ainda mais emocionante, pois aguardam a chegada do primeiro filho, enquanto celebram o primeiro ano de casamento. Num momento em que as expectativas eram mínimas, Ester e Diogo decidiram dar uma chance para a tecnologia e, em um gesto de fé, descobriram uma conexão pessoal e espiritual.


COMPARTILHAR