Com atraso de quase 5 anos, é inaugurado nesta terça-feira novo presidio da cidade de Jaru

Publicada em


O Governo do Estado de Rondônia por meio do Governador Marcos Rocha, inaugurou na manhã desta terça-feira (04), o Centro Regional de Ressocialização Augusto Simon Kempe da cidade de Jaru, localizado no km 05 da RO 463 (linha 623).

 

A nova unidade prisional terá a capacidade de abrigar 388 detentos em aproximadamente 7.500 m² de área construída, a área total de 14.000 m² com 44 celas distribuídas.

 

A unidade foi construída com recursos federais e estaduais na ordem de R$ 12.700.370,31, sendo R$ 11.640.000,00 de repasse da União e R$ 1.060.370,21 de contrapartida do Estado de Rondônia.

 

A obra teve início em 26/06/2014 e sua previsão inicial de conclusão era para 18/12/2015, mas devido atraso no repasse do recurso para a construtora houve paralisações.

 

Participaram da cerimônia o Governador Marcos Rocha, prefeito João Gonçalves Junior, vice prefeito Jeferson Lima, presidente da câmara de vereadores Dr. Luis Eduardo, presidente da OAB Ilisandra Carminatti, juíz da 1ª Vara Criminal de Jaru Alencar das Neves Brilhante, juíza Kerley Regina Ferreira de Arruda Alcântra, Diretor do DER Elias Resende, Secretário da Sejus Marcus Rito, Deputada Estadual Cássia dos Muletas, Secretário Regional Anderson Dias, Diretor do presídio Fred Barbosa, Diretor do Centro de Ressocialização Edinei Ramos, entre outras autoridades local, conselheiros da comunidade e imprensa.

Na oportunidade, o prefeito João Gonçalves Jr. parabenizou o sistema público do estado Rondônia, por mais essa conquista que servirá de uma luz para o nosso município. Ainda disse que esse é um fio de esperança para as pessoas poderem se ressocializar.

“Agora contemplamos mais segurança para a sociedade através de uma infraestrutura nova contando com 388 vagas, conforto para o judiciário na aplicação da lei e execução do trabalho. O governo do Estado tem dado todo o apoio possível para que o trabalho possa ser realizado com excelência”, disse Marcus Rito.

A magistrada Kerley Alcântra discursou dando honras a cada profissional envolvido desde o início desse projeto e salientou a importância que Augusto Kempe teve na sociedade, sendo um grande conselheiro da comunidade tendo em homenagem seu nome na unidade prisional.

“O compromisso que o estado tem quando coloca o nome de uma pessoa atuante como seu Augusto é honroso, que quando chegamos em JARU todos os apenados estudavam, fabricavam todos os uniformes da unidade. Nós tínhamos a mão de obra do município praticamente feita pelos presos do regime semi aberto. A unidade quer educar o presos para uma vida, focando em educação, saúde e trabalho. Infelizmente perdemos Augusto devido a um câncer agressivo, mas agora teremos ele como exemplo a seguir”, disse a juíza Kerley Alcântra.

“Devemos celebrar um compromisso de fazer desse lugar, um lugar de mudança, transformar vidas de 300 homens para uma vida ajustada e feliz.”

Em fala, o governador Marcos Rocha agradeceu a cada chefe de poder, aos magistrados e aos secretários por fazer possível essa estrutura ser levantada, angariando os recursos e se empenhando a execução da obra.

“Que a gente tenha cada vez mais uma população menor de apenados no estado”, disse Marcos Rocha.

O governador ainda mencionou as muitas barreiras que empresa que aceitou a obra passou, tendo ele aceitado a secretária da SEJUS com diversas obras paradas.

“Foi necessário ser aterrado todo o local, pois o maior problema era areia, havia muita areia e não sabiam o que deveriam fazer, mas nós fomos trabalhando gradualmente. Eu vi essa unidade nascer,  a construção de cada parede, vinha sempre fiscalizar, e acredito que a unidade, sendo bem cuidado, vai trazer grandes benefícios para os apenados e os familiares que sofrem com seu parentes aqui. Não é um motivo de grande alegria, mas quando pensamos que aqui atua policiais penais que passam seu dias dentro da unidade, vemos a grande importância de toda essa estrutura”, relatou o governador.

 

Marcus Rito disse “Quando nós temos criminosos, temos a certeza que muitas famílias são prejudicadas. Precisamos ter a ressocialização para que ele possa voltar às ruas.”

Em coletiva de impressa, foi questionado as parcerias que estão fechadas e alinhadas para o presidio, sendo a atenção psicossocial, assistência a saúde e educação junto a Seduc.

 

Também foi levantado a importância da nova localização e o governador respondeu que

“a partir do momento que temos a unidade mais afastada, ela traz mais segurança e qualidade de vida para aqueles que residem próximo a antiga unidade. A antiga unidade ficará para projetos futuros, deixando de ser uma unidade penal, e funcionando como uma secretaria regional, mas ainda vai ser realizado uma reforma no local.”

O governador ainda mencionou que a RO 463 recebeu todo um tratamento na estrada, através do DER, para melhorar o acesso até a unidade prisional.

 

Fonte: Jaru Online