Jaru Online
Jaru, 28 de maio de 2024

Casal que pretende morar em todas as capitais do Brasil faz parada em Porto Velho

Viver viajando é o sonho de muitos. E para o casal de Bauru (SP) Fabiana Mercado e Gustavo Longo, esse sonho se tornou realidade. Há mais de dois anos eles criaram o projeto “Desbravando Capitais”, que propõe uma aventura de morar por um mês em cada capital do Brasil. Os registros das viagens são compartilhados nas redes sociais.

Fabiana e Gustavo estão juntos há mais de 16 anos e viram na paixão de viajar, compartilhadas por eles, a oportunidade de conhecer o Brasil.

Na viagem, eles levam três malas e a busca constante por novos aprendizados, experiências culturais e muitas amizades ao longo do caminho como bagagem.

“Dentro da nossa bagagem vem essas coisas mais materiais. Mas com certeza, a nossa bagagem como pessoa vem crescendo muito. A gente tem ficado mais rico ao longo de cada uma das capitais”, ressalta Gustavo.

O casal retornou com o projeto após um período na cidade natal, curtindo os familiares e planejando a nova etapa da jornada. Em 2024 serão oito capitais, começando por Porto Velho.

O casal chegou na capital rondoniense em março e já está desbravando a cidade entre as jornadas de trabalho que ambos executam em home office. Os paulistas dizem que a terra do rio Madeira conquistou o coração deles, assim como o jeito dos rondonienses.

“A nossa impressão é que o rondoniense é desenrolado. E aí isso eu adorei quando você fala ‘ai, vou fazer tal coisa. Vamos!’ Não tem essa de ‘quem sabe um dia’, ou vai ou racha”, brinca Fabiana.

O casal está desbravando a cidade entre as jornadas de trabalho, sempre com a bandeira do projeto.  — Foto: Reprodução/ redes sociais

O casal está desbravando a cidade entre as jornadas de trabalho, sempre com a bandeira do projeto. — Foto: Reprodução/ redes sociais

A próxima parada dos desbravadores é a capital acreana, Rio Branco, que será sua casa por um mês. Com Rio Branco vão faltar nove cidades para completar todas as 27 capitais do Brasil a serem visitadas. O projeto deve ser finalizado em 2025 com as duas últimas.

Gustavo e Fabiana não pretendem parar por aí e já pensam em ter uma nova companhia para os projetos futuros, que incluem se tornarem desbravadores do interior.

“Queremos ter um filho e provavelmente ele será levado nas nossas aventuras. Então as capitais do Brasil já teriam sido feitas, mas no interior ainda tem muita coisa para desbravar”, finaliza Fabiana.

G1


COMPARTILHAR