Vídeo: Imagens da igreja mostram atirador matando fiéis

Vídeo: Imagens da igreja mostram atirador matando fiéis

Uma câmera dentro da Catedral Metropolitana de Campinas mostra ação de Euler Fernando Grandolpho, 49, o atirador que abriu fogo contra fiéis até ser encurralado pela PM e se matar. Ele matou quatro pessoas.

Segundo informações de testemunhas, o atirador estava sentado dentro da catedral em silêncio quando, de repente, levantou e atirou contra os fiéis.

De acordo com uma funcionária da catedral, Terezinha Pereira dos Reis, os tiros ocorreram após o fim de uma missa.

A funcionária disse que o atirador entrou pela porta principal da catedral. “Havia pelo menos cinco pessoas e seis funcionários da Igreja quando ele entrou”, afirma. “Tem uma senhora de, aparentemente, 60 anos, caída morta em frente à sacristia.”

Já um funcionário da Guarda Municipal da cidade afirmou que pessoas idosas foram atingidas na cabeça e no pescoço. Os corpos ainda estão no local. A polícia e a GCM estão trabalhando para restringir o acesso de pessoas a catedral. Até o momento, o atirador não está identificado.

Além das quatro pessoas mortas, outras quatro ficaram feridas – elas foram levadas a hospitais da região.

Segundo o Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), um dos feridos, uma mulher, tem quadro estável e está sendo tratada na unidade – deve receber alta nas próximas horas.

De acordo com a Arquidiocese de Campinas, o homem estava sentado dentro da igreja, mas a missa do horário já havia acabado.

Segundo o delegado Hamilton Caviola, da Policia Civil de Campinas, o atirador entrou na Igreja já com o objetivo de realizar os disparos.

“Ele entrou com duas armas carregadas, sentou-se, deu tempo de respirar. Teve tempo para pensar e repensar o que queria fazer. Foi planejado. Ele sabia o que estava fazendo. Ele veio para fazer isso mesmo”, disse, em entrevista à imprensa.

 

 

Comentários