Vaga no Parlamento Jovem Brasileiro é disputada por estudantes de Rondônia

Publicada em


Pelo menos quatro estudantes do ensino médio de Rondônia já estão pré-selecionados para a fase final do certame nacional que vai escolher um representante do Estado para integrar ao Programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB 2020), que será escolhido e apresentado ao Brasil no próximo dia 18 de setembro pela Câmara do Deputados, em Brasília, com outros 77 jovens estudantes de todo o País.

Os alunos de Rondônia candidatos (pré-selecionados) ao Parlamento Jovem Brasileiro de 2020, são Anna Beatriz Moraes de Menezes Bezerra e Ester Melo dos Passos, ambas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) de Guajará Mirim, Eduarda Caroline Machado de Souza, do Ifro de Colorado do Oeste, e Ketellyn Alexópulos Mateus do Carmo, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Josino Brito, de Cacoal, tiveram seus projetos aprovados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e encaminhados à coordenação nacional do programa na Câmara dos Deputados.

Segundo Isabel da Silva Santos, da Gerência de Ensino Médio da Seduc, este é um programa criado pela Câmara dos Deputados em 2003, dirigido a estudantes do ensino médio de todo Brasil, com objetivo de propiciar aos jovens a vivência do processo político e democrático mediante a participação de uma simulação da jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, com diplomação, posse e exercício de mandato, e que tem todo apoio do Governo de Rondônia.

COMO PARTICIPAR

O concurso deste ano já está na fase final, mas há sempre uma expectativa do aumento de participantes a cada ano, segundo previsão da Seduc. De acordo com o site da Câmara dos Deputados, é muito simples participar: “os estudantes interessados deverão ter entre 16 e 22 anos e estar matriculados no 2º ou 3º ano do ensino médio em escolas públicas ou particulares. Preenchidos esses pré-requisitos, o estudante deverá elaborar um projeto de lei, conforme os critérios divulgados pela Câmara dos Deputados, e fazer sua inscrição na diretoria da escola em que estuda”.

Foto lembrança da última edição do Programa Parlamento Jovem Brasileiro, na posse para a legislatura de 2019

Feito isso, segundo informações do site, os estudantes devem aguardar a decisão, eis que todos os projetos inscritos serão analisados pelos coordenadores da Secretaria de Educação de cada Estado (Seduc, no caso de Rondônia) e os projetos pré-selecionados serão encaminhados à Câmara dos Deputados, onde uma comissão, formada por servidores da área legislativa, irá escolher os projetos participantes.

E assim, definido ou eleito o representante estadual, o estudante será convidado a exercer o mandato na Câmara Federal. Durante cinco dias, período de duração da legislatura do Parlamento Jovem, os estudantes terão a oportunidade de experimentar o dia a dia da vida dos parlamentares brasileiros no desempenho de suas funções.

Como não podia ser diferente, a exemplo do modelo de funcionamento no Congresso Nacional, as despesas com passagens aéreas, acomodações, alimentação e deslocamento dos estudantes serão de responsabilidade da Câmara dos Deputados, e durante o evento em Brasília, os jovens serão acompanhados pelos coordenadores estaduais, designados pelas Secretarias Estaduais de Educação, e por profissionais de relações públicas da Câmara dos Deputados.