Suspeito de matar marido queimado se apresenta à polícia

Suspeito de matar marido queimado se apresenta à polícia

O suspeito de ter assassinado o companheiro queimado em Vilhena (RO), região do Cone Sul, Daniel Reis de Camargo, então de 38 anos, se apresentou à polícia nesta quarta-feira (17). Ozéias Cassimiro de Camargo, de 33 anos, tinha um mandado de prisão em aberto e era considerado foragido.

Segundo o delegado titular da Delegacia Especializada na Repressão de Crimes Contra a Vida (DERCCV), Núbio Lopes de Oliveira, o homem estava acompanhado do pai.

“O Ozéias pediu para o pai procurar a polícia. Hoje fomos até o local indicado pelo pai onde ele estava. Dali, retornamos para a delegacia e realizamos o interrogatório”, disse o delegado. Ainda conforme Núbio, o caso será apresentado e concluído nos próximos dias.

Segundo Roberto Mailho, defesa do suspeito, Ozéias também entregou dois aparelhos celulares – um dele e outro de Daniel – no momento que se entregou à polícia. Ele informou aos policiais que ambos aparelhos contém provas de que é inocente.

Os objetos passarão, agora, por perícia técnica. Após a análise, que deve ser concluída em 15 dias, o advogado informou que pedirá a liberdade do cliente.

Homem tem 90% do corpo queimado em Vilhena

Homem tem 90% do corpo queimado em Vilhena

Ozéias é suspeito de ter matado Daniel queimado. A vítima foi encontrada por uma equipe do Corpo de Bombeiros com pelo menos 99% do corpo ferido pelas chamas dentro de casa, no Bairro Moisés de Freitas.

A vítima foi encaminhada ao Hospital Regional de Vilhena pelos socorristas, onde seguia internada em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Porém, não resistiu aos ferimentos e morreu no dia seguinte após uma parada cardiorrespiratória.

Familiares contaram ao G1 que Daniel e Ozéias estavam juntos há mais de 10 anos. Eles oficializaram a união em junho de 2013.

Comentários