Rondônia tem 746 casos notificados de novo coronavírus; 155 aguardam resultado, diz Sesau

Publicada em


A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) informou que há 746 casos notificados de novo coronavírus em Rondônia. No novo boletim, divulgado na noite desta sexta-feira (27), a Sesau revelou pela primeira vez o quantitativo de casos que aguardam resultado: são 155 em espera até o momento. O estado segue com seis casos confirmados, e há 228 descartados.

Os casos notificados são aqueles em que a pessoa apresentou sintomas da doença e que podem ser um potencial suspeito.

Ainda conforme a Sesau, a totalidade de casos suspeitos e excluídos não foram divulgados pelo Ministério da Saúde. Na recente publicação, os municípios que têm casos de coronavírus não foram especificados.

Segundo o Estado, o Ministério da Saúde divulga os casos notificados e descartados – aqueles que já têm resultado do exame laboratorial.

Não há óbitos confirmados de Covid-19.

6 confirmações

O primeiro caso confirmado foi registrado em Ji-Paraná, na noite de 19 de março. O paciente é um homem de 29 anos, morador de São Paulo, que esteve na cidade para trabalhar. No sábado (21), Fernando Máximo confirmou em coletiva de imprensa os dois primeiros casos da doença em Porto Velho.

Já no domingo (22), Marcelo Thomé, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), disse que testou positivo para Covid-19. Ele participou da viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos no início do mês.

Na sequência, na noite de terça-feira (24), a Secretaria de Saúde informou mais dois casos na capital Porto Velho. Trata-se de um casal. O homem tem 39 anos e a mulher, 36 anos. Ambos estão em isolamento domiciliar.

Já na noite de quinta-feira (26), mais um caso foi confirmado em Rondônia. A paciente é uma mulher de 31 anos, moradora de Porto Velho, sem histórico de viagem para outro país ou estado com transmissão de Covid-19 nos últimos 15 dias, de acordo com a Sesau.

Casos pelo Brasil

O Ministério da Saúde atualizou seus números na tarde desta sexta-feira, informando que o Brasil tem quase 3,5 mil casos confirmados do novo coronavírus e que já foram registradas mais de 90 mortes – os dados ainda não foram atualizados por todas as secretarias de saúde estaduais.

O avanço da doença está acelerado: foram 25 dias desde o primeiro contágio confirmado até os primeiros 1.000 casos (de 26 de fevereiro a 21 de março). No entanto, os outros 2.000 casos foram confirmados em apenas seis dias (de 21 a 27 de março).

Perfil das vítimas

De acordo com o governo, pessoas com problemas no coração, do sexo masculino e com mais de 60 anos são maioria entre os casos graves e mortes causadas pelo coronavírus Sars-CoV-2 no Brasil.

  • Maior parte dos casos graves e óbitos ocorreu com em brasileiros com mais de 60 anos
  • 58% dos casos graves e 68% das mortes são de pacientes homens
  • Doenças do coração são as principais associadas aos casos graves e mortes
  • Diabéticos e pacientes com outras doenças respiratórias, como asma, também estão casos mais graves
Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus — Foto: Arte/G1

Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus — Foto: Arte/G1