Quatro dias após a Operação Pau Oco, governador exonera secretários presos

Quatro dias após a Operação Pau Oco, governador exonera secretários presos

Em decretos publicados nesta quinta-feira, o governador Daniel Pereira (PSB) exonerou os secretários Hamilton Santiago Pereira e Osvaldo Luiz Pittaluga e Silva, que comandavam a Secretaria de Desenvolvimento (Sedam) e foram presos pela Polícia Civil durante a Operação Pau Oco. Mesmo com as demissões, o Governo segue sem dar qualquer explicação sobre a corrupção instalada no CPA e Pereira, através da Secom, disse apoiar as ações policiais.

Também no Diário Oficial do Estado foi publicado decreto nomeando o engenheiro florestal Renato Berwanger da Silva como novo secretário e o gerente de unidade de conservação, Jorge Lourenco da Silva, o adjunto.

A Operação Pau Oco foi deflagrada pela Polícia Civil na segunda-feira, para o cumprimento de medidas cautelares de prisão, busca e apreensão e afastamento de servidores do estado.

É a primeira etapa de uma investigação que apura o envolvimento de servidores públicos comissionados lotados na Sedam em diversos delitos, tais como integrar ou chefiar organização criminosa, falsidade ideológica, lavagem de capitais e crimes contra a administração ambiental.

Foram cumpridos mandados de prisão temporária, 10 de afastamento da função pública e 15 de busca e apreensão. As ordens judiciais foram emitidas por desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia.

As ações da organização criminosa dizem respeito à tomada de decisões administrativas em desacordo com a legislação, inserção de dados falsos em sistemas informatizados e lançamento de informações ideologicamente falsas em sistemas e documentos públicos.

Comentários