Prefeitura de Jaru alerta sobre medidas simples que eliminam focos do mosquito transmissor da dengue e febre amarela

Prefeitura de Jaru alerta sobre medidas simples que eliminam focos do mosquito transmissor da dengue e febre amarela

Este período de muita chuva e temperatura quente, propicia a proliferação do mosquito Aedes aegypti. As larvas do mosquito são incubadas em locais com presença de água parada, e com o calor, a velocidade do seu desenvolvimento aumenta.

Em nota, a prefeitura de Jaru recomenda a toda população que se mobilize para eliminar os possíveis focos. Lembrando que o

O mosquito é o vetor dos vírus da dengue, chikungunya, zika e da febre amarela. Por isso, o cuidado deve ser redobrado.

Segundo levantamento, a cidade de Jaru conta com 370 fossas apresentando algum problema, como: rachadura, quebrada ou sem tela no suspiro; e outras 289 fossas estão abertas. Ou seja, são 659 fossas servindo de criadores para o mosquito.

Entretanto, o lixo doméstico ainda predomina e concentra 71,6% dos focos do aedes aegypti.

De acordo com as autoridades municipais, medidas simples podem eliminam qualquer chance de proliferação do mosquito. “ Dez minutos por semana são suficientes para salvar vidas” alertou.

Entre as ações estão: Cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas, vedar com tela o suspiro de fossa, colocar em sacos plásticos todo tipo de lixo que possa acumular água; não deixar pneus e nem outros objetos passíveis do acumulo de água expostos ao tempo.

 

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Jaru

Comentários