Por que cuidar do intestino pode beneficiar seu humor

Publicada em


A microbiota intestinal é composta por milhares de espécies de microrganismos que vivem no nosso trato digestivo e que impactam profundamente nossa saúde.

As bactérias intestinais são essenciais para uma boa saúde — Foto: Getty Images | BBC

 

Aquele lanche delicioso e gorduroso que você escolhe fazer no meio da tarde pode acabar te deixando de mau humor. Parece um contrasenso: como que, depois de comer aquelas batatas fritas perfeitas, você vai ficar de baixo astral?

A resposta está em um dos mistérios mais fascinantes da ciência: a conexão entre o intestino e o cérebro.

A flora intestinal, também chamada de microbiota intestinal, é composta por milhares de espécies de microrganismos que vivem no nosso trato digestivo e que impactam profundamente nossa saúde.

São cerca 100 trilhões microrganismos que vivem na flora intestinal, entre bactérias, vírus e fungos. Juntos, pesam cerca de 2kg – são um pouco mais pesados que nosso cérebro. E formam mais de metade das nossas células.

É quase como se fossemos metade humanos, metade micróbios.

Floresta tropical

Nossa flora intestinal é como se fosse uma floresta tropical, cheia de biodiversidade, com diferentes espécies lutando pela sobrevivência.

Um intestino saudável tem uma comunidade diversificada de micróbios, cada um dos quais tem preferência por alimentos diferentes. Quanto mais variedade em sua dieta, mais bactérias irão prosperar em seu intestino.

Pesquisas têm revelado consistentemente que o tipo de alimento que comemos determina a composição da “floresta” de micróbios em nosso intestino. E um crescente corpo de pesquisas está revelando que alguns alimentos podem ser mais benéficos do que outros no cultivo de grupos saudáveis ​​de micróbios.

A microbiota influencia nosso sistema imune e altera a atividade de nossas células exterminadoras naturais, tipo de linfócitos necessários para o funcionamento do sistema imunitário inato.

Também pode transformar as fibras no nosso intestino em material antinflamatório, algo bastante positivo, considerando que inflamação crônica pode levar a condições como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e demência. Além disso, influencia nosso sono.

Os micróbios podem até produzir mudanças epigenéticas, o que significa que uma dieta cheia de bactérias boas pode ter um impacto em sua vida e nas vidas de seus futuros filhos para sempre.

A ligação mais surpreendente, contudo, é entre nosso intestino e nosso cérebro.

Consumir probióticos, grão integrais, frutas e legumes beneficiam nossa flora intestinal — Foto: Getty Images | BBC