• (69) 99256-3747

Polícia peruana prende brasileiros por defecarem em área sagrada de Machu Picchu

A polícia peruana prendeu seis turistas estrangeiros, sendo dois brasileiros, por terem entrado ilegalmente numa área restrita o Parque Arqueológico Nacional de Machu Picchu, o Templo do Sol. Lá, foram encontradas fezes.

O templo é um espaço sagrado construído há seis séculos com blocos de granito para o culto ao deus Sol, a maior divindade inca.

Os turistas detidos são os argentinos Nahuel Gómez, de 28 anos, e Leandro Sactiva, de 32 anos; a francesa Marion Lucie Martínez, de 26 anos, o chileno Favián Eduardo Vera, de 30 anos, e os brasileiros Cristiano Da Silva Ribeiro, de 30 anos e Magdalena Abril, de 20 anos.

Eles foram encontrados na área restrita por funcionários no dia 12 de janeiro, por volta de 5h50 no horário local.

De acordo com as autoridades, o argentino Nahuel Gómez revelou ter tirado uma pedra do muro do Templo do Sol, que ao cair de uma altura de seis metros causou uma fissura no piso do local histórico.

De acordo com o jornal chileno La Republica, cinco dos envolvidos serão expulsos do Peru. Apenas o turista argentino, que tem 28 anos, permanece no distrito de Machu Picchu porque os outros envolvidos o apontaram como o principal responsável pelos danos causados ​ao patrimônio histórico.

A lei peruana estabelece penas de ao menos quatro anos para quem causa danos ao patrimônio cultural.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Jaru Online – Todos os direitos reservados