Polícia faz busca e apreensão na casa do prefeito de Gov. Jorge Teixeira em 2ª fase da “Operação Abrindo o Jogo

Polícia faz busca e apreensão na casa do prefeito de Gov. Jorge Teixeira em 2ª fase da “Operação Abrindo o Jogo

Teve início na manhã desta sexta-feira (12), a segunda fase da “Operação Abrindo o Jogo” onde foram cumpridos cumpridos quatros mandados de busca e apreensão na prefeitura e na casa do prefeito de Governador Jorge Teixeira. A ação é da Polícia Civil através da Delegacia de Homicídios de Ji-paraná, Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Jaru e Delegacia Regional de Jaru.

Além da busca e apreensão, também foi cumprido um mandado de afastamento da função pública do prefeito do município de Governador Jorge Teixeira, João Alves Siqueira, que ficará afastado da prefeitura por prazo indeterminado.

Os mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça de Rondônia, atendendo pedido do delegado de Polícia Civil que preside as investigações relacionadas aos crimes de corrupção envolvendo o transporte escolar naquele município e o crime de tentativa de homicídio do radialista Hamilton Alves, ocorrido em Jaru no começo do ano. A operação contou com o apoio de policiais civis das delegacias de Mirante da Serra e Unisp de Ouro Preto do Oeste.

 

Tribunal de Justiça afasta João Paciência do cargo de Prefeito

 

O Desembargador Renato Martins Mimessi, do Tribunal de Justiça do estado de Rondônia, suspendeu em decisão monocrática, o mandato do Prefeito de Governador Jorge Teixeira por tempo indeterminado. No documento o magistrado alega que João Alves Siqueira (João Paciência) a frente do executivo municipal poderia ocultar provas relacionadas a operação ‘Abrindo o Jogo’ e que no exercício do cargo o prefeito usaria de sua influência e atuaria para a ocorrência das supostas infrações penais. Leia abaixo o documento.

Uma segunda etapa da operação Abrindo o Jogo encabeçada pela Policia civil e pelo Ministério público ocorreu na manhã desta sexta-feira, 12, na cidade de Jorge Teixeira, com mandados de busca e apreensão em endereços do Prefeito municipal e no prédio da Prefeitura.

Na Prefeitura, computadores do gabinete do prefeito, do departamento de transportes e da secretaria de Obras foram apreendidos pelos agentes de Polícia.

Na residência de João paciência, conforme apurado, foram encontradas munições para arma de fogo, fato que ocasionou a condução do Prefeito até a Delegacia de Policia em Jaru.

O Delegado Cristiano Matos foi até a residência do vereador Jurandir dos Santos, presidente da Câmara, e entregou a notificação da suspensão do mandato do Prefeito municipal para conhecimento do poder legislativo.

Ainda conforme informações preliminares, a suspensão do mandato de Paciência decorre de um pedido feito pelo Delegado que conduz as investigações e o Ministério público estadual. Advogados do Prefeito já se mobilizam para reverter a situação.

Comentários