Polícia do Acre procura acusadas de atear fogo em caixão de idosa durante feitiçaria

Polícia do Acre procura acusadas de atear fogo em caixão de idosa durante feitiçaria

Duas mulheres que teriam entrado no Cemitério da cidade Plácido de Castro, localizado cerca de 95km de distância da capital Rio Branco, retirado o caixão da idosa Darcy de Oliveira Peixoto, de 75 anos, do tumulo e ateado fogo estão sendo procuradas pela Polícia Civil. O caso ocorreu no inicio do mês de janeiro e as autoridades policiais do município suspeitam de feitiçaria, mas não revelam os nomes das suspeitas.

A família da idosa foi informada do caso dias depois, quando o responsável pelo cemitério percebeu a violação.

“Parece que foi coisa satânica mesmo, mas não temos certeza ainda. Só vamos ter depois que ouvir as mulheres que foram lá. Uma pessoa disse que viu duas mulheres entrando, viu saindo e depois viu o fogo. Só pode ter sido elas”, complementou o delegado responsável pelo caso, Carlos Bayma em entrevista o G1.

O delegado acrescentou que ouviu cinco parentes da idosa. As duas suspeitas, segundo a polícia, teriam se mudado para a zona rural da cidade um dia depois a violação.

“Não tinham nenhuma ligação com a idosa que morreu. A família diz que nem conhece elas. O problema é que foram embora, sumiram. A pessoa que viu entrando está com medo, não quer aparecer, não quer dar depoimento”, lamentou.

Fonte:Ac 24 horas

Comentários