CERON OLHO GATO 728-X-90-px

Polícia boliviana entrega caçamba furtada no Brasil para Polícia Civil de RO

Polícia boliviana entrega caçamba furtada no Brasil para Polícia Civil de RO

SEGURANÇA Publica_728x90

Uma caçamba furtada de uma fazenda na cidade de Itapuã do Oeste (RO) foi recuperada na cidade boliviana de Riberalta, pela Polícia Nacional Boliviana, nesta quinta-feira (17) e entregue para a Polícia Civil no Porto Oficial de Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. O veículo foi apreendido e trazido para o lado brasileiro graças a parceria das polícias dos dois países nas investigações.

O boletim de ocorrência diz que policiais bolivianos conseguiram localizar e apreender o caminhão do tipo caçamba, que havia sido furtado no Brasil e que estava em posse de um homem boliviano. O condutor alegou ter comprado o veículo de um receptador, que o trouxe do Brasil por um preço abaixo do mercado.

Após a apreensão, a armada boliviana trouxe o caminhão até a cidade de Guayaramerín, situada na fronteira com Guajará-Mirim, e o transportaram até o Porto Oficial do município, onde policiais civis receberam o veículo e o levaram para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

De acordo com a Polícia Civil, o homem que comprou o veículo não foi preso porque o crime de receptação existe conforme a legislação do Brasil, mas em território boliviano, são aplicadas apenas as leis do país, onde a prática é comum. Depois de passar pela perícia, o caminhão será restituído para o proprietário, que já foi informado sobre a apreensão e deve vir até o município para buscá-lo.

 

Caminhão foi levado para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil onde será periciado e depois devolvido para o proprietário (Foto: Flaviano Sales/Portal Guajará)Caminhão foi levado para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil onde será periciado e depois devolvido para o proprietário (Foto: Flaviano Sales/Portal Guajará)

Caminhão foi levado para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil onde será periciado e depois devolvido para o proprietário (Foto: Flaviano Sales/Portal Guajará)

>SEDAM QUEIMADAS