PM foi quem deu tiros de pistola .40 que mataram mulher grávida, o feto e feriram mais cinco em Ariquemes

PM foi quem deu tiros de pistola .40 que mataram mulher grávida, o feto  e feriram mais cinco em Ariquemes
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

O tiro de pistola perfurou o capacete e acertou a cabeça da jovem grávida, matando-a junto com o filho que carregava no ventre

Ariquemes, Rondônia – O  policial militar Claudemir Silva de Queiroz, que fazia bico na boate Forró dos Feras, onde a jovem Luane Cerqueira Nascimento , 16 anos, foi morta com um tiro na cabeça na madrugada do último sábado  (2) , está internado sob custódia na capital. Ele é acusado  de ter assassinado a garota, que estava grávida de 8 meses. O feto também morreu.

A juíza de Direito Deisy Cristhian de Oliveiras Ferraz homologou a prisão em flagrante do PM, que matou a jovem e feriu mais cinco pessoas com disparos de pistola .40, pertencente à Polícia Militar de Rondônia.

Mãe e filho foram sepultados domingo (3) num cemitério de Ariquemes.

O crime aconteceu em frente a uma casa de shows (Forró dos Feras), onde houve uma briga na parte interna e os envolvidos foram postos para fora. Na frente da boate, a pancadaria continuou. O PM, que estava de folga e fazia bico , deu tiros de pistola, um deles  na direção da jovem. Luane foi atingida na cabeça. A bala perfurou o capacete que ela usava na garupa da moto do marido.

O PM está internado num hospital de Porto Velho, pois foi desarmado e agredido. A Polícia Civil já pediu sua prisão preventiva. Ele deverá ficar no Centro de Correição da Polícia Militar, na capital.

Tudo Rondonia

Comentários