Pai desabafa após filho ser morto por engano dentro de hospital

Pai desabafa após filho ser morto por engano dentro de hospital

Marcelo Minossi, pai do jovem de 19 anos que foi morto por engano no Hospital Centenário de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, fez um desabafo emocionante sobre a perda do filho, assassinado a tiros por bandidos.

Em um longo texto que viralizou no Facebook, Marcelo associa o crime que tirou a vida do filho ao “descaso do Estado” com a “segurança pública”. “Vamos continuar a ter pena de bandidos e descaso com nossa segurança pública? Se fosse seu FILHO(A)?”, começou por dizer.

“O Estado foi negligente e precisa responder severamente e exemplarmente por isso. Aquela velha máxima de ‘estar no lugar errado e na hora errada’ não se aplica aqui diante de todo este enredo e estas ocorrências em série”, acrescentou Marcelo.

“Um internauta comentou sobre falhas do hospital… e eu concordo, não pode colocar um baleado perseguido, com inocentes, houve falha do hospital também, se foi preciso remover o baleado, remove-se os que estavam no quarto… deixaram o menino a mercê dos bandidos, eu já tinha pensado nisso, mas foi bem lembrado em um comentário, pelo internauta. O Gabriel poderia ter sido o Marcelo, o Paulo, a Ana, o Felipe, a Bruna…”, pontuou o pai.

Veja o relato abaixo:

O CASO

Após sofrer um acidente de moto, Gabriel foi internado no Hospital Centenário de São Leopoldo. Imagens das câmeras de segurança da unidade de saúde mostraram homens fortemente armados entrando no local, na sexta (9).

Os criminosos buscavam por outro paciente, de 28 anos, que foi baleado na quarta-feira (7) na Vila Brás, bairro da mesma cidade. Gabriel Minossi foi morto a tiros pelos bandidos, que o confundiram com este outro paciente.

Segundo o delegado responsável pelo caso, o alvo dos criminosos tem envolvimento com uma facção criminosa.

Fonte:Notícias ao Minuto

Comentários