Pacientes internados em UPAs se negam a sair de Rondônia para continuar tratamento contra Covid-19

Publicada em


Ambulâncias do Exército iniciaram a remoção de pacientes das UPAs de Porto Velho e que serão transferidos para Curitiba e Porto Alegre, onde continuarão o tratamento contra Covid-19, em razão do caos na saúde da Capital. Mas o convencimento desses pacientes não está sendo fácil. O jornal apurou que apenas 6 concordaram em viajar para Curitiba. Eles estavam em enfermarias, nos chamados leitos clínicos.

A situação inusitada, de acordo com o secretário da Saúde, Fernando Máximo, levou a pasta a realizar uma força tarefa com médicos, assistentes sociais e psicólogos para tentar convencer os pacientes. “Mas conseguimos apenas um pequeno grupo que vai viajar”, afirmou.

Máximo disse ainda que o Ministério da Saúde disponibilizou duas aeronaves com 15 lugares cada para o transporte dos pacientes a Curitiba e Porto Alegre. “São pacientes com quadro moderado, eles estão conversando e não querem viajar”, disse. Confira vídeo a seguir:

 

Fonte: Rondoniagora.com