Multa de trânsito mais cara do Brasil é de R$ 17.608

Publicada em


O Código de Transito Brasileiro (CTB) prevê multas pesadíssimas em alguns casos. O pior deles é da pessoa que organiza uma interrupção de circulação na via sem autorização prévia. Nesse caso, o CTB prevê a aplicação da infração gravíssima (R$ 293,47) multiplicada por 60, o que dá um total de R$ 17.608,20 e suspensão da CNH por 12 meses.

Há quatro níveis de multas de trânsito no Brasil:
Leve: multa de R$ 88,38 e perda de 3 pontos na carteira;
Médio: multa de R$ 130,16 e perda de 4 pontos na carteira;
Grave: multa de R$ 195,23 e perda de 5 pontos na carteira;
Gravíssimo: multa de R$ 293,47 e perda de 7 pontos na carteira.

Porém, o que torna algumas multas pesadíssimas são as infrações especiais, como a citada interrupção de circulação na via. Há mais três casos assim. A segunda multa mais cara é de quem usa o veículo para interditar uma via. O valor da multa será multiplicado por 20 e a autuação será de R$ 4.869 + suspensão da CNH.

A terceira multa de trânsito mais cara no Brasil é o de motorista que causa acidente por estar sob efeito de álcool: R$ 2.934,70 + suspensão do CNH. O condutor que recusar o teste do bafômetro ou apresentar sinais de alteração em sua capacidade psicomotora também poderá ser levado a uma delegacia e autuado.

A quarta multa de trânsito mais cara é a de motorista que deixa o local do acidente sem prestar socorro às vítimas. A multa prevista é de R$ 1.497,35 + suspensão da CNH.

A quinta multa mais cara, com o mesmo valor de R$ 1,497,35, é para motoristas que possuem a Carteira Nacional de Habilitação nas categorias C, D e E e não realizam exame toxicológico. Nesse caso, haverá ainda a suspensão da CNH por três meses.

 

Terra