MPF recomenda que centro universitário antecipe a formatura de alunos de medicina em Porto Velho

Publicada em


O Ministério Público Federal (MPF) enviou uma recomendação ao Centro Universitário Fimca, de Porto Velho, para que a instituição antecipe a formatura de alunos do curso de medicina.

O objetivo do MPF, segundo a recomendação expedida esta semana, é que os novos profissionais reforcem as equipes que atuam no combate à pandemia de Covid-19.

A antecipação da formatura para alunos de medicina, fisioterapia, enfermagem e farmácia está prevista em uma medida provisória de 2020 e está condicionada ao cumprimento de ao menos 75% do internato curricular, no caso de medicina.

O MPF diz que há acadêmicos com todos os requisitos legais exigidos para a colação de grau cumpridos, mas a instituição negou a antecipação.

Procurada pelo G1, a Fimca ainda não se manifestou sobre a recomendação.