Morre motorista de carro que explodiu enquanto era abastecido em posto

Publicada em


O motorista e dono do carro que explodiu em um posto de combustíveis na Zona Norte do Rio morreu na madrugada desta quarta-feira (27). Mário Magalhães da Penha, 67 anos, estava próximo ao veículo enquanto abastecia o tanque com GNV num posto na Rua Vinte e Quatro de Maio, em São Francisco Xavier, na manhã dessa terça-feira. A direção do Hospital Municipal Salgado Filho, para onde a vítima foi levada, confirmou a morte por meio da Secretaria Municipal de Saúde.

Imagens do circuito de segurança mostram o momento da explosão. Um casal está próximo ao veículo, de pé, perto da porta do carona. O homem então anda para a traseira do carro e abre a mala. Três segundos depois, o veículo explode.

O homem, identificado como Mário Magalhães da Penha, de 67 anos, é lançado a cerca de dois metros com a pressão da explosão e fica caído. Ele foi socorrido para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, em estado grave e, no fim da manhã de ontem, passou por cirurgia. O Corpo de Bombeiros foi acionado.

 

Uma mulher, que também estava próxima do veículo, ficou ferida, mas aparece caminhando, se distanciando do carro. Ela foi socorrida para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro.

Nas imagens é possível ver que o carro ficou destruído, assim como parte do forro do teto e parte das bombas de combustível.

Frentistas contaram à reportagem do G1 que a explosão foi no cilindro de gás do veículo, que estava em mau estado de conservação, com ferrugem.

Fiscais da prefeitura, da empresa de gás Naturgy — que desligaram o fornecimento de gás do posto — e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) estiveram no local.

Extra