• (69) 99256-3747

Momento Nossa História: Maria da Conceição dos Santos

Maria da Conceição dos Santos nasceu no dia 08 de dezembro de 1959 em Itabira (MG). Filha de Antônio Leocádio dos Santos e Maria Adriana, desde pequena demonstrou sua generosidade perante as demais pessoas. Ela chegou ao município de Jaru no ano de 1987 e logo de início demonstrou aptidão para uma missão sublime: ser educadora. Maria da Conceição trabalhou inicialmente em uma escola da Linha 617, depois na antiga escola Fofolândia em Jaru, na Linha 628 e em seguida no distrito de Santa Cruz da Serra, localizado à Linha 630. Ela se formou no curso de Magistério (antigo Ensino Médio para formação de professores das Séries Iniciais) e se especializou também na função de cabeleireira.

Maria da Conceição se casou em 1991 com Gilson Souza Concolato. Dessa união, nasceram duas filhas: Adriane dos Santos Concolato e Amanda dos Santos Concolato. As duas residem no distrito de Santa Cruz, último local de estadia da mãe. Segundo elas, Maria da Conceição dos Santos era generosa, amiga e espontânea, qualidades que, certa forma, refletem na vida social de toda a família.

A importância de Maria da Conceição dos Santos é algo reconhecido por muitos, mas aqueles que nunca trabalharam na esfera pública talvez não conheçam a tamanha generosidade que ela possuía.  No ano 2000, durante a demissão de cerca de dez mil servidores pelo Governo do Estado, mesmo não sendo incluída nesse triste quadro, ela estava sempre na luta com os milhares de demitidos. Ela residia em Santa Cruz da Serra, mas mesmo assim comparecia às assembléias organizadas pelo sindicato na sede do município de Jaru e sempre tinha uma palavra de conforto para transmitir aos funcionários que depois de muitos anos trabalhando, estavam desempregados.

Maria da Conceição faleceu no dia 24 de janeiro de 2000. A causa da morte foi um acidente ocorrido na BR 364 quando ela retornava para a sua residência. O choque foi tamanho. Algumas pessoas demoraram acreditar que infelizmente uma das mais importantes educadoras tinha partido para a outra vida.  Em virtude de tudo o que fizera enquanto viveu, Maria da Conceição dos Santos recebeu como homenagem póstuma o nome de uma importante escola de educação infantil que acabara de ser construída no Setor 04.

 

A Escola Maria da Conceição

A Escola de Educação Infantil Professora Maria da Conceição dos Santos está situada à Rua Minas Gerais, n.º 1640 e foi criada no ano de 2000. A instituição obteve autorização para funcionar através do Parecer 023/02 e Resolução 030/02 do Conselho Estadual de Educação de Rondônia.

O estabelecimento de ensino tem como instituição mantenedora a Associação Clube de Mães dos Setores 04 e 07, entidade criada em 1987. Os alunos que ali estudam não pagam mensalidades. O pagamento dos funcionários que trabalham no local, bem como os materiais necessários para o pleno funcionamento da escola é custeado por meio dos convênios que a instituição faz com órgãos públicos, entre eles, a Prefeitura de Jaru, o Tribunal de Justiça e o Governo do Estado de Rondônia. Anualmente a escola lança um edital para contratação de funcionários temporários e com isso consegue desempenhar o seu trabalho pedagógico de forma plena. Durante o ano são ministrados de forma gratuita diversos cursos para alunos carentes, enaltecendo assim o espírito de filantropia do estabelecimento de ensino.

A instituição atende crianças de três a cinco anos oportunizando-lhes educação e formação cidadã de forma adequada para a faixa etária em que pertencem. O aprendizado oferecido tem como objetivo o desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físicos, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade.

Para realizar a poda das árvores que embelezam as dependências da instituição e a limpeza das centrais de ar-condicionado, a escola solicita uma contribuição voluntária, mas deixa evidente que se trata de algo opcional. Os gastos referentes à manutenção do estabelecimento de ensino, bem como a extensão que existe no Setor 08 nas instalações da escola Nilton Araújo são custeados através de recursos oriundos do Poder Judiciário, graças ao apoio do juiz Elci Antônio Dalla Riva – aposentado em agosto de 2019 – e da juíza Kerly Alcântara que exerceu a magistratura por muitos anos em Jaru e que hoje desempenha as suas funções em Porto Velho. Outro apoio importante citado pela gestão da escola se trata da parceria com a Coordenadoria Regional de Educação (CRE-Jaru) desde à época da coordenadora Núbia Passos Morali, onde garantiu a realização de oficinas de flauta doce, artesanato, informática e violão para alunos que residem no bairro.

Na próxima segunda-feira (30), a Série “Momento Nossa História” fará uma abordagem especial sobre a trajetória da professora Maria do Socorro Lopes Soares, profissional jaruense que denomina uma escola municipal inaugurada no dia 06 de fevereiro de 2020.

O contato com o autor para conhecer as suas produções literárias pode ser feito de duas formas. Pelo WhatsApp no link https://umzap.com/ELIASGONCALVES, pelo telefone (69) 9 9241-8033 ou através do Facebook, por meio do seguinte endereço eletrônico: https://www.facebook.com/eliasgpjaru.

Nota da Redação: Este material faz parte do conteúdo historiográfico contido no livro “Vivendo Nossa História”, cuja propriedade intelectual pertence ao escritor jaruense Elias Gonçalves Pereira e está sendo publicado em sites de Jaru no formato de reportagem de forma atualizada no ano de 2020 com a expressa autorização do autor. Todos os Direitos Reservados. Copyright © Elias Gonçalves Pereira.

As publicações da Série Momento Nossa História estão sendo feitas na seguinte ordem:

  1. Abrão Rocha: 02/03 (segunda-feira)
  2. Aldemir Cantanhêde: 03/03 (terça-feira)
  3. Apae: 04/03 (quarta-feira)
  4. Beatriz Mireya: 05/03 (quinta-feira)
  5. Capitão Silvio: 06/03 (sexta-feira)
  6. Ceeja: 09/03 (segunda-feira)
  7. Centro Educacional de Bom Jesus: 10/03 (terça-feira)
  8. Dayse Mara: 11/03 (quarta-feira)
  9. Elza Maria Fabris: 12/03 (quinta-feira)
  10. Escola D’Jaru-Uaru: 13/03 (sexta-feira)
  11. Gabriel Balmant: 16/03 (segunda-feira)
  12. Governador Jorge Teixeira: 17/03 (terça-feira)
  13. Jean Carlos Muniz: 18/03 (quarta-feira)
  14. José de Souza: 19/03 (quinta-feira)
  15. Josué Montello: 20/03 (sexta-feira)
  16. Juscelino Kubitscheck: 23/03 (segunda-feira)
  17. Marechal Cordeiro de Farias: 24/03 (terça-feira)
  18. Marechal Costa e Silva: 25/03 (quarta-feira)
  19. Maria da Conceição: 26/03 (quinta-feira)
  20. Maria de Lourdes da Silva: 27/03 (sexta-feira)
  21. Maria do Socorro: 30/03 (segunda-feira)
  22. Maria Gomes: 31/03 (terça-feira)
  23. Menézio de Victo: 01/04 (quarta-feira)
  24. Nilton Araújo: 02/04 (quinta-feira)
  25. Olga Dellaia: 03/04 (sexta-feira)
  26. Pato Donald: 06/04 (segunda-feira)
  27. Pedro Vieira de Melo: 07/04 (terça-feira)
  28. Plácido de Castro: 08/04 (quarta-feira)
  29. Raimundo Cantanhêde: 09/04 (quinta-feira)
  30. Tânia Barreto: 10/04 (sexta-feira)
  31. Zenir Carvalho: 13/04 (segunda-feira)
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Jaru Online – Todos os direitos reservados