MEC libera R$ 570 mil à Unir e Ifro para pagamento de assistência estudantil

MEC libera R$ 570 mil à Unir e Ifro para pagamento de assistência estudantil

O Ministério da Educação (MEC) liberou, na última semana, R$ 570 mil em recursos para a Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) e Instituto Federal de Rondônia (Ifro).

Segundo o MEC, o dinheiro foi repassado às instituições para a manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil. Do total repassado, R$ 445.083 serão destinados à Unir. Já o Ifro vai receber R$ 124.543.

Bolsas na Unir

Ao G1, a Unir informou que aproximadamente 1,7 mil alunos recebem assistência estudantil, sendo que estas podem acumular algum tipo de auxílio.

Atualmente a universidade tem dois programas estudantis, sendo o Programa Institucional de Bolsa de Extensão e Cultura (PIBEC), que tem por objetivo fazer a seleção de Programas e Projetos para concessão de Bolsas de Extensão e Cultura. As bolsas são destinadas aos discentes para que atuem diretamente nas ações de extensão.

O segundo programa é o Programa de Assistência Estudantil, cuja finalidade é ampliar as condições de permanência dos discentes na universidade, “possibilitando vivências e a construção de aprendizagens significativas referentes ao ensino, extensão e cultura, em articulação com a pesquisa”.

Bolsas no Ifro

Segundo o Ifro, cerca de 3 mil alunos do instituto foram beneficiados por programas estudantis de assistência em 2018. No último ano, o Ifro afirma ter recebido ainda o “indicador de 91% de aprovação dos estudantes beneficiados”.

O instituto tem quatro programas de assistência aos alunos, dois a mais em relação à Unir.

Um deles é o Programa de Auxílio à Permanência (Proap), onde tem como foco os estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica que “necessitam de auxílio para contribuir com sua alimentação, transporte, entre outras, que possam interferir na permanência e conclusão do curso”.

O Proap é o programa de maior abrangência no Ifro: em 2018 foram mais de 2,3 mil beneficiados, com bolsas de R$ 50 a R$ 320 por mês .

Outro benefício é Programa de Auxílio Moradia (Promore). Este pode ser desenvolvido na forma de concessão de auxílio (pecúnia) ou também na forma de residência. O Ifro diz que a concessão do recurso é sempre por meio de edital.

Há ainda o Programa de Atenção à Saúde (Prosapex) e o Programa de Auxílio Complementar (Proac), onde o auxílio financeiro é repassado ao “estudante socioeconomicamente vulnerável nas demandas não atendidas em outros programas de assistência estudantil.

Comentários