Marido e esposa são presos acusados de estuprarem crianças, em Ji-Paraná

Marido e esposa são presos acusados de estuprarem crianças, em Ji-Paraná

Desde a última sexta-feira, dia 02, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DDM), sob o comando da Delegada Drª Renata Stella, com apoio do Policial Militar CB PM Freitas, que mesmo de folga vem contribuindo com os trabalhos, investigam um caso de “Estupro de Vulnerável”. A esposa do suspeito, que auxiliava nos estupros, também está presa.

 

A história contada por duas crianças do sexo feminino de 11 e 13 anos, acabou chamando bastante a atenção do CB PM Freitas, que decidiu buscar ajuda na DDM.

 

O casal, identificado como Rogério Mendes de Paula, de 23 anos, mais conhecido como “Ro de Paula”, que está passando por uma mudança de sexo, e sua esposa Nerciene da Silva Oliveira, de 25 anos, se encontram recolhidos no Presídio Central por força de um Mandado de Prisão Preventiva, onde aguardam o pronunciamento da justiça.

 

 

A adolescente de 13 anos contou em depoimento que perdeu a virgindade aos 11 anos, quando sofreu a conjunção carnal pela 1ª vez, e depois deste dia, era estuprada constantemente. Porém, vinha sendo molestada desde os 8 anos de idade.

 

Apenas no ano de 2018, Rogério e Nerciene pararam com os abusos, mas o casal sempre a ameaçava de morte caso contasse o que havia acontecido para alguém.

 

Durante o depoimento, a criança também falou que os estupros sempre aconteciam na casa do casal e que a pessoa de Nerciene a segurava para Rogério manter relações sexuais forçada.

 

 

VIVENDO SOB AMEAÇAS E TORTURAS

De acordo com familiares, uma das vítimas há vários meses tenta se matar com uma certa frequência e na última tentativa de suicídio, a irmã mais velha acabou frustrando a ação. Ao perguntar o motivo pelo qual sua irmã tenta, insistentemente, se matar, descobriu toda a verdade. Segundo a criança, vem sofrendo, há pelo menos dois anos, abusos sexuais de um casal bem próximo da família. Aos prantos, a criança relatou à irmã que no começo era molestada e quando atingiu uma certa idade, passou a ter relações sexuais forçada. Enquanto era estuprada pelo homem, a esposa segurava a criança.

 

Sempre ao final da crueldade, o casal ameaçava a criança, caso ela contasse o que havia ocorrido para alguém.

 

Ao saber desta história e com medo de falar para sua mãe, a irmã mais velha começou a faltar na escola e a se envolver em brigas banais. Sua mãe percebeu a mudança de comportamento repentino da adolescente e ao indaga-la sobre o que estava acontecendo, também acabou descobrindo toda a verdade.

 

Imediatamente, a mãe procurou ajuda ao Policial Militar CB Freitas e foram registrar os fatos na DDM.

 

As vítimas foram submetidas ao exame “Corpo de Delito”, onde o médico legista constatou a conjunção carnal. Também foi constatado que as crianças perderam a virgindade já há um bom tempo.

 

PRESO AO AMEAÇAR FAMILIARES DAS VÍTIMAS

 

Já na madrugada deste domingo, dia 04, Rogério Mendes de Paula ou “Ro de Paula”, foi até a casa das vítimas e realizou várias ameaças de morte. Logo que saiu da casa, uma Guarnição de Rádio Patrulha compareceu no local e conseguiram localizar o suspeito trafegando em um veículo Corolla, de cor preta, placas JXQ-8752.

 

Ele foi conduzido até a UNISP por “Coação no Curso do Processo” e posteriormente encaminhado ao Presídio Central, onde permanecerá até o fim das investigações.

 

 

PRISÃO DA ESPOSA

Logo pela manhã deste domingo, dia 04, a Polícia recebeu uma denúncia anônima informando que a mulher do suspeito já estava com as malas prontas e pretendia sair da cidade. Então, a Delegada Titular da DDM, representou junto ao Poder Judiciário, pela Prisão Preventiva, o qual foi prontamente atendida pelo juiz plantonista.

 

 

Já de posse do Mandado de Prisão Preventiva, uma Guarnição se deslocou até a casa de Nerciene da Silva Oliveira e realizou a prisão. Na UNISP, Nerciene negou todas as acusações.

 

 

INVESTIGAÇÕES INICIADAS. AJUDE!

De posse de todas as informações colhidas através de depoimentos das vítimas, testemunhas e laudos médicos, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher iniciou as investigações e pede a quem souber de mais informações sobre este caso, procurar imediatamente a DDM, que fica localizada no antigo prédio da 1ª DP, nos fundos da Rodoviária.

 

 

 

Entenda o que é Estupro de Vulnerável

Delito previsto no artigo 217-A do Código Penal. São elementos objetivos do tipo:

“ter” (conseguir, alcançar) conjunção carnal (cópula entre pênis e vagina) ou “praticar” (realizar, executar) outro ato libidinoso (qualquer ação que objetive prazer sexual) com menor de 14 anos, com alguém enfermo (doente) ou deficiente (portador de retardo ou insuficiência) mental, que não tenha o necessário (indispensável) discernimento (capacidade de distinção e conhecimento do que se passa, critério ou juízo) para a prática do ato sexual, assim como alguém que, por qualquer outra causa, não possa oferecer resistência (força de oposição contra algo). O vulnerável é a pessoa incapaz de consentir validamente o ato sexual, ou seja, é o passível de lesão, despido de proteção. (Fonte: Direitonet)

Comentários