Justiça nega liminar para empossar Dijalmi Gonzaga como Secretário Municipal de Saúde de Gov. Jorge Teixeira

Publicada em



Dijalmi Gonzaga Lopes, ajuizou ação com mandado de segurança em desfavor do município Gov. Jorge Teixeira e do presidente da comissão de acompanhamento e vistoria, Rosalina Maria de Jesus Domiciano, sustentando, que foi convidado pelo atual chefe do poder executivo municipal a ocupar cargo de Secretário Municipal de Saúde e não pode tomar posse.
Dijalmi, pediu a justiça que o Município fosse compelido a promover sua condução ao cargo de secretário imediatamente.
A presidente da comissão de acompanhamento e vistoria, Rosalina Maria, alegou que Dijalmi estaria inapto para a investidura do cargo comissionado, diante analise de suas documentações  apresentadas para exercer o referido cargo.

Dijalmi, relata que pleiteou que a comissão retificasse o parecer e aponteasse o motivo da inaptidão, todavia, depois de remetido novamente o feito à Comissão, esta deixou de proferir qualquer decisão conclusiva acerca do requerimento do impetrante, uma vez que proferiu um simples despacho no sentido de que não tem capacidade de responder a indagação do impetrante.

Em decisão a magistrada Maxulene de Sousa Freitas entendeu que a medida pleiteada liminarmente é de caráter satisfativo, sendo vedada a sua concessão em sede de liminar, concluindo que terá que ser ouvido a autoridade apontada como coatora antes de decidir acerca da impetração. Negando assim a liminar pleiteada.