CERON OLHO GATO 728-X-90-px

JARU – Investigador paranormal estuda aparições de fantasmas na câmara dos vereadores

JARU – Investigador paranormal estuda aparições de fantasmas na câmara dos vereadores

SEGURANÇA Publica_728x90

A grande polêmica criada após a divulgação das aparições de fantasmas na Câmara municipal de Vereadores de Jaru, despertou o interesse de um investigador de fenômenos paranormais da cidade de Vilhena. O investigador que pediu para não revelar seu nome por enquanto, a fim de não atrapalhar seus trabalhos, disse que após acompanhar atentamente os relatos dos servidores da Casa de Leis por meio da matéria publicada neste site, resolveu comparecer até a câmara municipal de Jaru para investigar a fundo o caso.
“Após ler todos os relatos, fiz um comparativo com outros fenômenos já estudados e relatados no Brasil e no mundo, o que nos fez chegar a uma conclusão, realmente a câmara pode estar mau assombrada”. O pesquisador ainda afirmou que fatores favorecedores, como a existência no passado de um cemitério próximo ao local, aumentam em muito a incidência de aparições de espectros.
“Um cemitério que já existiu, despachos que muito provavelmente foram realizados nas duas encruzilhadas existentes ali, tudo isto somado ao fato de que no local do antigo cemitério foi edificado uma casa sagrada, expulsando os demônios, fez com que alguns deles se refugiasse na Câmera de vereadores. Este são fatores mais do que necessários para as aparições das assombrações”, finalizou ele.
Aparições relatas por servidores, de pessoas sem rosto, portas batendo, murmúrios e vultos, foram facilmente justificado pelo pesquisador. Ele ainda na oportunidade ressaltou que nem todos os espíritos são do mau, dando exemplo que pode justificar as aparições na câmara, dizendo que algumas pessoas durante a sua vida se apegam demais em bens ou no seu trabalho e quando morrem sem cumprir a sua missão, volta a freqüentar o ambiente em forma de espírito.
O pesquisador falou que tentará manter contato com os espectros durante a noite, fazendo uso de equipamentos eletrônicos, pois segundo ele, as almas são mais sensitivas a lentes de câmeras fotográficas, filmadoras e rádios gravadores, e após algum registro que venha a confirmar as tais evidências, irá divulgar o fato amplamente.

 

Fonte: Jaru On Line

>SEDAM QUEIMADAS