Jaru: Em conversa pelo Whatsapp antes de se apresentar a polícia, Tim culpa Ana Cristina pelo ocorrido; “Toda ação gera uma reação”

Jaru: Em conversa pelo Whatsapp antes de se apresentar a polícia, Tim culpa Ana Cristina pelo ocorrido; “Toda ação gera uma reação”
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

Em troca de mensagens pelo Whatsapp com uma amiga de Ana Cristina, Wallison Mota, o Tim, relatou abertamente os motivos que o levaram a atentar cruelmente contra a vida de Ana Cristina, que segue internada em estado grave na capital.

Em um áudio Tim, transpareceu muito ciúmes e colocou em dúvida a conduta de Ana, lhe acusando, mesmo sem provas concretas, de infidelidade.

No dia do ataque o agressor ainda acusou a vítima de investir contra ele, e afirmou quem deve julga-lo é somente Deus, concluindo dizendo “uma ação gera uma reação” atribuindo a Ana a culpa do ocorrido.

Em mensagens ele admitiu gostar de Ana e ter feito besteira.

Na manhã desta quinta-feira (27), Tim se apresentou a Policia Civil acompanhado por um advogado e foi liberado após prestar depoimento, ele alegou a polícia problemas psicológicos.

No último dia (24) Tim avistou uma mensagem no celular de Ana a qual ele considerou suspeita, quando então ele arrombou a porta do banheiro onde ela tomava banho e a perfurou diversas vezes a golpe de faca e também desferiu violentos chutes em seu rosto. As agressões só teriam sessado após ele acreditar que a vítima já estivesse morta.

O episódio vem criando revolta da sociedade que cobra punições severas a Tim.

Comentários