Jaru: Câmara recebe três denúncias contra vereador Badu que pode resultar na cassação de seu mandato

Publicada em


A Câmara de Vereadores de Jaru recebeu na última semana, três denúncias contra o vereador Badú Som (MDB). Os documentos protocolados junto ao órgão cobram providencias do parlamento a cerca da conduta do vereador no dia 29 de dezembro de 2019 no Hospital Municipal.

As denúncias foram oferecidas pelo médico envolvido, Dr. Alzenair Macário de Oliveira Filho, pelo diretor interino do Hospital Municipal Diego Raphael, e pelo Conselho Regional de Medicina de Rondônia (CREMERO).

O legislador discutiu com o médico plantonista Dr. Alzenair na emergência da unidade, causando um grande tumulto, o qual só foi sanado com a presença da Policia Militar. (Reveja aqui)

Na ocasião, Badú foi denunciado criminalmente na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), pelo crime de desacato ao funcionário público no exercício da função ou em razão dela, que prevê pena de detenção, de seis meses a dois anos, ou multa conforme previsto no art. 331 do Código Penal.

Mas atitude de Badú, ainda poderá trazer maiores consequências como a perca de seu mandato por quebra de decoro, uma vez que seu comportamento infringiu o regimento interno da casa legislativa local, uma vez que os denunciantes sugerem imediata apuração da conduta do referido parlamentar por abuso de suas prorrogativas.

A Câmara retornara do recesso no dia 15 de fevereiro e deverá dar urgência a matéria, caso a denúncia seja levada ao plenário, serão necessários 11 votos para ocorrer a cassação do mandato de Badú.

Segundo levantamento preliminar feito pelo Jaru Online, atualmente 11 parlamentares acenam a possibilidade de votar pela cassação.

A suplente de Badú é a ex vereadora Rose Capelini, ela assumiria o cargo caso houvesse a cassação.
Badú já assumiu a cadeira no parlamento em substituição ao vereador Clóvis Morali restituído por decisão judicial.
Uma eventual sessão de cassação contaria com o voto do segundo suplente, o ex-vereador Moisés da Manaim.

 

Acompanhe as denuncias na íntegra:

CREMERO

 

AZENAIR MACARIO DE OLIVEIRA FILHO

 

DIEGO RAPHAEL PEREIRA DA SILVA