Jaru: Agricultores denunciam Laticínio ao MP por contaminação de suas áreas de produção

Jaru: Agricultores denunciam Laticínio ao MP por contaminação de suas áreas de produção

Produtores de hortaliças do setor chacareiro do município de Jaru, protocolaram nesta segunda feira (17), junto ao Ministério Público de Rondônia, uma denuncia de crime ambiental que estaria supostamente sendo cometido pelo laticínio Três Marias, nas áreas em suas adjacências. Conformem consta na denuncia os descartes resultantes do processamento do leite, não estaria sendo tratados devidamente nos poços de decantação do laticínio, o que vem resultando na propagação do nocivo produto ao solo da região em que a empresa se situa, e consequentemente ocasionando prejuízos na produção de hortaliças de varias propriedades vizinhas, especializadas no plantio em media escala de verduras para o abastecimento local.

Uma agricultora que tem como subsistência há 20 anos a produção de verduras naquele local, relatou que vem acompanhando a queda gradativa de produção em sua horta, e ao investigar descobriu que o solo de sua propriedade estaria afetado diretamente pelo descarte do laticínio, mesmo ela estando a aproximadamente 150 metros da empresa. Esta confirmação também é facilmente obtida ao verificar a água ferruginosa do poço que antes era utilizado para irrigação do plantio.

Testes laboratoriais realizados pelos agricultores comprovaram a degradação do solo e da água por influencia do laticínio.

Alguns produtores tiveram que se mudar devido ao problema, outros permanecem e acompanham a diminuição sistemática de suas produções.

As famílias de agricultores buscarão na justiça indenização, ou até mesmo o embargo das atividades do laticínio, para continuarem suas produções. 

Tal fato é atribuído pelas vítimas, à inoperância do órgão fiscalizador responsável, SEDAN, que expede licença de operação aos empreendimentos sem obrigar a empresa a respeitar o meio ambiente. 

Comentários