Indústria de cosmético com tecnologia sul-coreana é inaugurada em Cacoal

Indústria de cosmético com tecnologia sul-coreana é inaugurada em Cacoal

Com a tecnologia sul-coreana já instalada na cidade de Cacoal, Rondônia conta com a primeira indústria de cosmético inaugurada na tarde desta segunda-feira (3). A New Face é fruto de uma parceria firmada entre empresas brasileira e coreana, com o incentivo do Governo de Rondônia, que fez todo o contato acontecer e abriu caminhos para que os dois mercados começassem a interagir.

A nova indústria vai fabricar máscaras relaxantes de hidratação e rejuvenescimento que prometem revolucionar o mercado local e região. Segundo o diretor executivo da empresa, Lucas Borghi, a New Face já vai gerar, a princípio, 150 empregos indiretos na cidade, e prevê outros 3 mil em todo o país. Para o empresário, o intercâmbio entre os dois países possibilita a abertura para novas tecnologias para o estado.

“A parceria pública-privada, do governo intervir para facilitar a negociação e apresentação de investidores só aquece o mercado para novos negócios e mais investimentos em Rondônia”, declarou.

Seguindo a tradição coreana de inauguração de empresas, os empresários coreanos e brasileiros, o governador Daniel Pereira, e demais autoridades presentes no evento, descerraram a faixa e guardaram os pedaços cortados como sinônimo de sorte.

O governador lembrou como tudo começou. “Em 16 de julho de 2017, eu conheci o Marcelo Lee, que nos apresentou a possibilidade de negócios e do interesse coreano nas potencialidades do nosso estado. Nomeei Lee como representante de Rondônia na Coreia, nós fomos até lá e desse contato surgiu essa troca de interesses e investimentos”, disse.

Daniel Pereira acrescentou que Cacoal já é destaque nacional em vários setores como na produção de café. “Estamos prestes a inaugurar a primeira indústria de café solúvel de Rondônia. Isso graças a uma equipe que trabalha pelo fomento dessa produção, e agora também é a vez da indústria”, completou.

Sobre as novas gerações, o governador disse que é preciso incentivar a juventude a ser empreendedora, a exemplo de Lucas Borghi. “Temos que acabar com essa história de estudar para passar em concurso público como se fosse a única opção para os jovens. Nós estamos deixando tudo encaminhado para novos mercados. O aeroporto está sendo internacionalizado, e toda a carne que sai do interior do estado deve passar pela capital. Em breve também já teremos a nossa Zona de Produção e Exportação (ZPE), e este é o início de um novo tempo para Rondônia”, concluiu.

As máscaras com tecnologia coreana serão vendidas por representantes e lojas de cosméticos ainda em fase de negociação, e o preço de mercado deve ser ajustado conforme os custos do produto.

Fonte:Secom

Comentários