Idosa que foi vítima de golpe ao pedir ajuda para sacar dinheiro em banco de RO, deve ser indenizada

Publicada em


Uma idosa, de 74 anos, que sofreu um golpe dentro de um banco em Porto Velho deve ser indenizada com o pagamento de R$ 5 mil reais a título de danos morais, além de devolução dos valores sacados pelo criminoso.

Segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), o caso aconteceu em março de 2021 quando a idosa, que é pensionista do INSS, estava no banco e pediu ajuda de um desconhecido para fazer um saque. Nesse momento o suspeito se aproveitou, teve acesso a senha da idosa, trocou o cartão e pegou R$ 5 mil em empréstimos.

Segundo as investigações, ao perceber a falta do cartão, a vítima retornou à agência para entender o que havia acontecido e cancelar os empréstimos feitos pelo estelionatário, mas ela foi novamente enganada. A agência bancária fez com que ela assinasse o contrato de empréstimo dos valores sacados pelo criminoso, não sendo fornecida cópia do contrato.

O TJ-RO informou ainda que ao analisar a responsabilidade do banco, o juiz Dalmo Antônio de Castro Bezerra concluiu que o golpe aconteceu “por falta de verificação de mecanismos de segurança do banco”.

Na sentença, o magistrado também destacou que as instituições financeiras respondem “objetivamente pelos danos gerados por fortuito interno relativo a fraudes e delitos praticados por terceiros no âmbito de operações bancárias”.

Também foram declarados nulos os contratos de empréstimos e o banco foi condenado ao pagamento de R$ 5 mil a título de danos morais, além de devolução dos valores sacados pelo criminoso.

G1