Grávida de 9 meses pode ter sido morta pela filha com tiro acidental

Publicada em


Uma mulher de 30 anos grávida de 9 meses morreu após ser baleada nas costas dentro de casa no início da tarde desta quinta-feira (27). O caso aconteceu na comunidade de Maruanum, na Zona Rural, a cerca de 50 quilômetros de Macapá.

A informação foi confirmada pelo Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes) e pelo Grupamento Tático Aéreo (GTA), que chegou a enviar uma equipe de helicóptero para atendimento no local, mas a vítima já estava sem sinais vitais. O feto também não resistiu.

A mulher identificada como Angélica Oliveira, de 30 anos, teria sido baleada acidentalmente pela própria filha, uma criança. A informação foi repassada pelo GTA e está sendo apurada pela Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM).

O disparo foi de arma calibre 22. Ela recebeu os primeiros atendimentos na unidade de saúde da comunidade, mas não resistiu aos ferimentos.