Candidato que comemorou vitória antes do tempo, irá tomar posse após TSE tornar válidos votos de candidata da mesma coligação

Candidato que comemorou vitória antes do tempo, irá tomar posse após TSE tornar válidos votos de candidata da mesma coligação

O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, decidiu positivamente ao registro de candidatura da Professora Valdecira, que pleiteou uma cadeira de deputada estadual pela coligação Por Amor a Rondônia, composta pelos partidos PMN, PSC e PC do B.

Acontece, que a professora Valdecira, havia sido considerada inapta à se candidatar pelo Ministério Público Eleitoral – MPE, que apontou um condenação por crime de lesão ao erário imputado à professora. Situação que aconteceu no período em que ela integrava a direção de uma escola pública e juntamente com outros servidores teria desviados recursos para aplicação no âmbito escolar e aplicado em fins desconhecidos.

De acordo com o Ministro, mesmo o MPE e o Tribunal Regional Eleitoral – TRE/RO, entendendo que tal fato colocaria a candidata na situação de Ficha-Suja, a falta de caracterização de dolo premeditado que enquadraria Valdecira, não ficou caracterizado pela decisão judicial, motivo pelo qual a Justiça Eleitoral não pode alterar o posicionamento dos fatos expostos na condenação.

Dentro desse sentido, os votos da Professora Valdecira deverão ser contabilizados, garantindo o quantitativo necessário para sua coligação possuir uma segunda cadeira de deputado, sendo a primeira já ocupada pelo deputado Dr. Neidson.

O primeiro suplente na fila de espera é Geraldo da Rondônia do mesmo partido de Valdecira, que após a decisão superior da Justiça Eleitoral, deverá torna-se deputado para os próximos quatro anos entrando no lugar de Jean Mendonça, eleito no domingo.

Nessa condição o deputado Jesuíno Boabaid (PMN), se torna suplente direto de Geraldo da Rondonia.

Fonte:Alertarondônia

Comentários