Garota acusada de encomendar a morte do padrasto é presa com marido no Fórum de Vilhena

Garota acusada de encomendar a morte do padrasto é presa com marido no Fórum de Vilhena

O casal Rafaeli Feliz de Souza e Jean Carlos Tavares Brunelli foi preso na quinta-feira (22) ao comparecerem ao Fórum de Vilhena, acompanhados de advogados, para serem ouvidos em uma audiência. Marido e esposa são acusados de envolvimento na morte do agricultor Valdir da Silva Guimarães, 40 anos. Ele foi executado a tiros pelo genro e, de acordo com a investigação policial, o crime teria sido encomendado pela enteada da vítima. O assassinato aconteceu na Linha 140, no final de agosto deste ano.

Rafaeli e Jean Carlos estavam foragidos desde a data do crime, mas ambos tinham as prisões decretadas. Mesmo os acusados estando acompanhados por advogado, durante a audiência o juiz do caso chamou a polícia e determinou que os dois fossem levados para a prisão: ele foi encaminhado para a Cadeia Pública e ela seguiu para a Colônia Penal Feminina de Vilhena, onde aguardarão o julgamento. Eles devem ser submetidos a júri popular, em data a ser marcada.

De acordo com o delegado Núbio Lopes de Oliveira, que indiciou o casal pelo homicídio, eles não foram ouvidos no inquérito, mas as provas contra os dois apontam os indícios de autoria e a motivação do crime.

Comentários